Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
32º
MIN 32º MÁX 33º

Edição

Espanha procura figura jurídica para retirar Franco do Vale dos Caídos

O Governo socialista espanhol procura uma "figura jurídica" que lhe permita transferir rapidamente os restos mortais do ditador Francisco Franco para fora do Vale dos Caídos que se transformaria num local de reconciliação nacional.

Espanha procura figura jurídica para retirar Franco do Vale dos Caídos
Notícias ao Minuto

14:44 - 16/07/18 por Lusa

Mundo Espanha

A ministra porta-voz do executivo, Isabel Celaá, numa entrevista à rádio pública espanhola explicou hoje que retirar os restos mortais do ditador é uma questão "complexa", que deve ser feita com "todas as garantias legais" e, para isso, uma "figura jurídica" está a ser estudada para permitir essa exumação

A responsável governamental não confirmou se a transferência dos restos mortais será feita até ao fim do corrente mês, como se pretendia inicialmente, mas insistiu que essa "intenção existe", mas a exumação tem de ser feita "com todas as garantias".

Depois da sua chegada ao poder no início de junho, o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, revelou a sua determinação em transferir até ao fim de julho os restos mortais do ditador do seu mausoléu, perto de Madrid, que se transformaria num local de "reconciliação" nacional.

O Vale dos Caídos, a 40 quilómetros da capital, é um complexo de edifícios de grande dimensão idealizado e erigido por Francisco Franco para homenagear os mortos da Guerra Civil espanhola, estando o túmulo do ditador, sempre florido, ao lado do fundador do partido fascista Falange, José Antonio Primo de Rivera.

Em nome de uma suposta "reconciliação" nacional, Franco transferiu os restos mortais de 37.000 vítimas - nacionalistas e republicanos - da guerra civil, para o local que é visto como exaltador da ditadura franquista.

Vários milhares de pessoas manifestaram-se no domingo no Vale dos Caídos para protestarem contra a intenção do Governo espanhol de exumar os restos do ditador.

O parlamento espanhol já tinha aprovado em maio de 2017 uma iniciativa parlamentar do PSOE (Partido Socialista espanhol), agora no poder, que "exigia" ao Governo (na altura) de direita de Mariano Rajoy que retirasse, com "urgência", os restos mortais do antigo ditador do Vale dos Caídos.

A iniciativa, que não tinha força de lei nem era vinculativa, tinha como objetivo que o memorial ao regime franquista se transformasse num "espaço para a cultura da reconciliação, a memória coletiva democrática e a dignificação e reconhecimento das vítimas da guerra civil e da ditadura" espanhola.

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado que em 1936 marcou o início da Guerra Civil Espanhola, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado até ao seu falecimento em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para um sistema democrático.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.