Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 22º

Sobe para mais de 30 mortos número de vítimas de ataque aéreo israelita

Pelo menos 31 habitantes de Gaza, incluindo mulheres e crianças, foram mortos hoje de madrugada num bombardeamento israelita contra um edifício residencial no campo de refugiados de Nuseirat, centro da Faixa de Gaza, noticiou a EFE.

Sobe para mais de 30 mortos número de vítimas de ataque aéreo israelita
Notícias ao Minuto

12:15 - 19/05/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

Segundo fontes das equipas de emergência e socorro de Gaza, foram já retirados dos escombros 31 corpos, para além de 20 feridos, muitos dos quais foram transferidos para o Hospital de Al Aqsa.

Este é o novo balanço das vítimas depois de inicialmente ter sido avançado que o bombardeamento israelita causara 20 mortos. Segundo testemunhas, o ataque ocorreu a meio da noite, por volta das 3:00 da manhã (00:00 GMT).

As equipas de salvamento admitem que mais corpos podem ainda estar presos sob os escombros.

Num vídeo publicado nas redes sociais, podem ver-se vários corpos cobertos com mantas coloridas e panos brancos, bem como médicos do Crescente Vermelho palestiniano a transportar vários corpos.

"Este ataque aéreo israelita, um dos mais mortíferos das últimas semanas, intensifica a crise humanitária em Gaza", informou a agência noticiosa palestiniana Wafa, uma vez que Nuseirat tinha sido designada há meses como "espaço seguro".

Também durante a noite, vários civis foram mortos e um número indeterminado de pessoas ficaram feridas quando aviões de guerra israelitas atacaram uma casa pertencente à família Shahin no norte da cidade de Gaza, indicaram fontes palestinianas.

Na mesma zona, três outros habitantes de Gaza foram mortos no bombardeamento de uma escola que albergava pessoas deslocadas no bairro de al-Daraj.

No norte de Gaza foram também registados fortes bombardeamentos, que causaram mortes, segundo o Wafa, bem como no campo de refugiados de Jabalia - onde Israel lançou uma nova ofensiva terrestre e aérea há uma semana que já destruiu mais de 300 casas.

Entretanto, o exército israelita continua a avançar de leste para oeste da cidade de Rafah, onde, segundo testemunhas oculares, helicópteros militares atacaram sábado à noite a zona leste da cidade, enquanto caças bombardearam o centro da cidade.

Além disso, segundo a Wafa, navios de guerra israelitas atacaram também as zonas costeiras da orla marítima de Rafah (extremo sul da Faiza de Gaza). De acordo com as Nações Unidas, cerca de 800 mil habitantes de Gaza já fugiram de Rafah, que era considerada o último "porto seguro" no enclave.

O exército israelita anunciou sábado à noite a morte de mais dois soldados, elevando o número total de baixas militares para 282 desde o início da ofensiva terrestre em 27 de outubro.

Entre os habitantes de Gaza, mais de 35.400 pessoas foram mortas em sete meses e meio de guerra, na sua maioria mulheres e crianças.

Leia Também: Ataque aéreo israelita mata 20 pessoas em campo de refugiados em Gaza

Recomendados para si

;
Campo obrigatório