Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Santos Silva espera "respeito pelas regras democráticas" em São Tomé

O ministro dos Negócios Estrangeiros português desejou hoje que São Tomé e Príncipe se mantenha como um "exemplo de respeito pelas regras democráticas em África", após as recentes eleições legislativas naquele país.

Santos Silva espera "respeito pelas regras democráticas" em São Tomé
Notícias ao Minuto

15:45 - 13/10/18 por Lusa

País Eleições

"Houve de facto uma manifestação, logo no domingo à noite, mas que foi debelada, e a informação que tenho da nossa Embaixada é que a população está calma, impera o civismo, e vamos tranquilamente esperar que São Tomé continue a ser um exemplo de respeito pelas regras democráticas em África. Tem sido e estou certo de que vai continuar a ser", afirmou Augusto Santos Silva.

O ministro respondia a jornalistas à margem de um ciclo de conferências, organizado pelo PS, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

"Conhecemos os resultados provisórios das eleições e os resultados oficiais serão publicados de acordo com a lei e as regras vigentes em São Tomé. Os resultados retiraram a maioria absoluta ao partido que estava no Governo e agora cabe ao Presidente da República, interpretando os resultados, chamar quem entender para formar novo Governo", continuou.

Após alguns confrontos e desacatos, a Polícia Nacional de São Tomé e Príncipe proibiu qualquer manifestação e concentração no país, a partir de quinta-feira e até 72 horas após o anúncio dos resultados definitivos das eleições de domingo passado pelo Tribunal Constitucional.

Segundo os resultados provisórios das eleições legislativas de domingo, divulgados pela Comissão Eleitoral Nacional, a Ação Democrática Independente (ADI) venceu as legislativas por maioria simples (25 mandatos em 55 da Assembleia Nacional), seguindo-se o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe - Partido Social Democrata (MLSTP-PSD), com 23 lugares; a coligação PCD-UDD-MDFM, com cinco eleitos, e ainda dois deputados eleitos como independentes pelo distrito de Caué (sul do país).

O MLSTP-PSD e a coligação reclamam maioria absoluta e apelaram ao Presidente, Evaristo Carvalho, para "queimar etapas" e que os chame a formar Governo.

Por seu lado, a ADI pediu ao Tribunal Constitucional a recontagem de cerca de 2.000 votos nulos ou brancos por suspeitar que pode ter havido fraude na contagem e que pode fazer subir o número de deputados eleitos pelo partido no Governo.

Em simultâneo, realizaram-se as eleições autárquicas e regional do Príncipe.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório