Meteorologia

  • 13 JUNHO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

AO MINUTO: Marcelo pede "mais um esforço"; Brasil já soma 360 mil mortes

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Marcelo pede "mais um esforço"; Brasil já soma 360 mil mortes

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 684 casos e oito mortes associadas à Covid-19, segundo o último boletim da DGS. No total, desde o início da pandemia, o país contabilizou 16.931 mortes atribuídas à Covid-19 e 828.857 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2. Quanto ao índice de transmissão (Rt), e de acordo com a atualização feita hoje pela DGS, subiu a nível nacional para 1,06.

Esta quarta-feira, o Parlamento aprovou a renovação do 15.º Estado de Emergência, em vigor até ao final de abril. De acordo com o projeto de decreto enviado pelo Presidente da República, a renovação acontecerá por mais 15 dias e "nos mesmos termos do atualmente em vigor".

Numa declaração ao país ao início da noite, Marcelo Rebelo de Sousa pediu aos portugueses "mais um esforço, para que não seja preciso voltar atrás", sublinhando a importância de que o desconfinamento prossiga como previsto.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h02: Termina aqui o registo desta quarta-feira. De manhã publicaremos um novo artigo no qual vai poder continuar a acompanhar os principais desenvolvimentos da pandemia em Portugal e no Mundo. E, não se esqueça: se sentir sintomas relacionados com o coronavírus ligue para a Linha SNS24 - 808 24 24 24.

23h50: Putin já recebeu segunda dose da vacina contra a Covid-19. O presidente russo anunciou que recebeu esta quarta-feira a segunda dose, três semanas após ter sido inoculado com a primeira, e garante que não sentiu quaisquer efeitos secundários. "Como pode ver, tudo está normal, sem efeitos colaterais", referiu, à margem de uma conferência da Sociedade Geográfica Russa.

23h43: As autoridades de saúde norte-americanas ainda não tomaram uma decisão relativamente à vacina da Johnson & Johnson, cuja administração foi suspensa nos Estados Unidos, e pretende reunir-se novamente dentro de uma semana ou dez dias.

23h20: Concertação social pode "mitigar" os "problemas" resultantes da pandemia, defendeu hoje o presidente do Conselho Económico e Social dos Açores (CESA), Gualter Furtado, elogiando a ativação do Conselho Permanente de Concertação Social da região.

23h00: A partir de segunda-feira, a Grécia vai deixar de exigir quarentena para viajantes de mais de 30 países, caso tenham sido vacinados ou tenham resultado negativo para Covid-19, anunciaram as autoridades locais. As regras aplicam-se aos cidadãos da União Europeia, e aos turistas provenientes do Reino Unido, Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos, Sérvia e Israel.

22h42: Quase quatro mil pessoas vão ter de ser novamente vacinadas no Colorado porque as autoridades de saúde do estado norte-americano suscitaram dúvidas à forma como as doses das vacinas foram armazenadas.

22h37: Filha de Donald Trump foi vacinada contra a Covid-19. Ivanka Trump partilhou o momento nas suas redes sociais.

22h20: O Brasil registou 73.513 casos e 3.459 mortes associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Desde o início da pandemia, o país já contabilizou 13.673.507 casos de contágio e 361.884 óbitos por causa do novo coronavírus.

21h50: Portugal vai fazer o melhor para evitar que os turistas tenham de fazer quarentena à chegada, este verão. A garantia é da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, que, durante uma conferência, explicou que o país vai tentar "a todo o custo evitar quarentenas e mais testes à Covid-19" se o plano do 'passaporte verde' seguir em frente. Rita Marques afirma que, embora este verão não vá ser "completamente normal", Portugal vai certamente tentar manter os princípios básicos do livre movimento de pessoas e de bens". 

20h57: Entre as 15 pessoas internadas com Covid-19 nos Açores, há apenas uma com mais de 80 anos, avançou hoje o diretor regional da Saúde, destacando a importância da vacinação.

20h40: Angola registou mais 144 casos positivos de Covid-19, e mais três óbitos, totalizando 557 mortes, e 29 recuperações da doença, nas últimas 24 horas, anunciaram hoje as autoridades sanitárias.

20h20: O Presidente da República admitiu ainda a possibilidade de virem a ser determinados confinamentos locais. Marcelo sublinhou o seu desejo de que este seja o último Estado de Emergência, num discurso muito voltado para o "futuro". "2021 terá de ser o ano do início da reconstrução social, sustentada e justa", declarou.

20h16: Marcelo assume que "estamos a entrar na ponta final do período mais difícil". O Chefe de Estado diz que é tempo de  reconstruir "a vida de todos”. "É altura de pensarmos no futuro, com o orgulho de termos estado como povo à altura dos grandes desafios”.

20h05: O Presidente da República já fala ao país. "Hoje quero pedir-vos mais um esforço, para que não seja preciso voltar atrás. Para que o desconfinamento possa prosseguir."

19h55: Não há condições para realizar Rali dos Açores. O Governo Regional revela que, devido à pandemia de covid-19, não há condições para a realização do evento, que deveria ocorrer de 06 a 08 de maio, na ilha de São Miguel.

19h52: A Câmara do Porto quer isentar as empresas dos setores do Turismo, Comércio e Serviços, com situação fiscal regularizada, do pagamento de taxas municipais referentes publicidade luminosa, cuja receita estimada é 632 mil euros. A proposta vai ser votada na reunião do executivo de segunda-feira.

19h46: Necessária terceira dose da vacina para algumas pessoas? A Direção-geral da Saúde francesa está a recomendar a administração de uma terceira dose das vacinas Pfizer e Moderna a pacientes imunocomprometidos. Numa nota enviada aos profissionais de saúde do país, aquela autoridade detalha que estão abrangidas por esta recomendação as pessoas que fizeram transplantes de órgãos sólidos, transplantes de medula óssea recentes, pacientes em diálise e pacientes com doenças autoimunes. A recomendação das autoridades francesas surge na sequência de vários estudos publicados recentemente que mostram que, nesses pacientes mais vulneráveis, o protocolo clássico de duas injeções não é suficiente para desenvolver imunidade protetora suficiente contra a Covid-19.

19h37: FESAHT volta a exigir apoio direto aos trabalhadores do Turismo. A federação sindical da alimentação, hotelaria e turismo voltou hoje a exigir ao Governo a atribuição de ajudas diretas para o setor do Turismo, lembrando que existem "muitos milhares" de trabalhadores sem qualquer apoio social. A federação esteve hoje reunida com a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, tendo chamado à atenção para a situação do setor.

19h31: A Câmara de Lisboa decidiu alargar, a partir de quinta-feira, a testagem gratuita nas farmácias à Covid-19 a todos os moradores, deixando o programa de estar limitado às freguesias com maior incidência da doença, foi hoje anunciado.

19h26: Portugal negoceia recuperação de rotas aéreas. O país está a negociar, com os "principais 'players' da indústria aeronáutica" a recuperação e manutenção das rotas aéreas, que foram afetadas pela pandemia, adiantou hoje a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

19h15: Lisboa quer garantir transporte de táxi para vacinação em todas as fases. A Câmara de Lisboa discute na quinta-feira, em reunião privada do executivo, uma proposta para garantir o transporte de táxi dos munícipes nas próximas fases da vacinação contra a covid-19.

18h55: Cerca de 80 estudantes manifestaram-se hoje em frente à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (Nova-FCSH) a favor do ensino presencial. A manifestação, organizada pela Associação de Estudantes da instituição (AEFCSH), pretendeu protestar contra a decisão da direção da faculdade de não voltar às aulas presenciais a partir de 19 de abril, continuando o ensino à distância até ao final do semestre, à exceção das aulas práticas, das avaliações intercalares e dos exames.

18h48: Moçambique espera abranger 216.771 pessoas na segunda fase de vacinação. Os estudantes finalistas de medicina e os doentes não abrangidos na primeira etapa são os grupos prioritários na segunda fase de vacinação em Moçambique, num processo que se espera que abranja 216.771 pessoas, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

18h44: A Guiné-Bissau registou um novo caso de infeção pelo novo coronavírus, segundo dados hoje divulgados pelo Alto Comissariado para a Covid-19. O Alto Comissariado para a Covid-19 indica também que mais 10 pessoas foram dadas como recuperadas da doença para um total acumulado de 3.093 e que há 529 casos ativos no país.

18h40: França registou 43.505 novos casos e 297 mortes associadas à Covid-19 em 24 horas. O país acumula 5.149.834 casos positivos e 99.777 óbitos e poderá superar amanhã o total de 100 mil vítimas mortais causadas pela Covid-19. Desde o início da pandemia 315 mil pessoas já recuperaram da doença provocada pelo SARS-CoV-2. 

18h30: O constitucionalista Vital Moreira defende que o "direito à vacina devia estar mais facilitado". No blogue Causa Nossa, o constitucionalista partilhou a sua própria experiência relacionada com a vacinação contra a Covid-19,  queixando-se da  dificuldade de comunicação com o centro de saúde que, sobretudo em época de pandemia, "devia ser mais amigo dos utentes". 

18h27: Lili Caneças já foi vacinada contra a Covid-19. A socialite de 77 anos revelou, na sua conta de Instagram, que se sente muito feliz pelo feito.

18h25: BE, CDS e PAN defendem que este deve ser o último Estado de Emergência. Os três partidos e a deputada não inscrita Cristina Rodrigues defenderam hoje que a renovação do estado de emergência, hoje aprovada pelo parlamento, deve ser a última e insistiram na necessidade de apoios para famílias e empresas.

18h21: A Madeira registou 20 novos casos e mais 14 recuperados nas últimas 24 horas, existindo atualmente 314 infeções ativas, informou hoje a Direção Regional de Saúde (DRS).

18h16: Moçambique com 57 novas infeções e sem óbitos nas últimas horas. O total acumulado de mortes em Moçambique mantém-se, assim, em 794, e o de casos sobe para 68.927, 87% dos quais recuperados da doença, segundo a nota de atualização de dados do ministério.

18h09: Vacinas atingiram prazo de validade e serão destruídas no Maláui. Mais de 16.000 doses de vacina atingiram a data de validade e serão destruídas no Maláui, três semanas depois de terem chegado, anunciou hoje Charles Mwansambo, ministro da Saúde do pequeno país da África Austral, vizinho de Moçambique.

18h00: Informática e presenças por confirmar geram filas por vacina na Maia. A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) disse hoje que um problema informático no programa que gera a convocatória para a vacinação contra a covid-19 atrasou o processo na Maia, onde geraram filas e horas de espera.

17h55: Brasil anuncia antecipação de dois milhões de doses de vacina da Pfizer, de um total de 100 milhões de doses contratadas. A antecipação resultará na entrega de 15,5 milhões de doses do imunizante da Pfizer já em abril, maio e junho.

17h40: Chegaram a Portugal as primeiras doses da vacina da da Johnson & Johnson. São, para já, 31.200 doses que chegaram acompanhadas de vários veículos da GNR, avança a RTP3. Portugal deve receber mais de um milhão destas vacinas de dose única este trimestre. Até ao final do ano, serão ao todo 4,5 milhões de unidades.

17h36: A Espanha registou 10.474 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.387.022 total de infetados até agora, num dia em que a incidência por 100.000 habitantes nas últimas duas semanas alcançou os 201 casos. O Ministério da Saúde espanhol também contabilizou hoje 131 mortes atribuídas à pandemia desde terça-feira, passando o total de óbitos para 76.756.

17h29: Governo vai decidir "justo equilíbrio" entre desconfinamento e restrições. Eduardo Cabrita encerrou o debate na Assembleia da República sobre a renovação do estado de exceção, que vigorará até 30 de abril, avisando que os próximos 15 dias vão ser "decisivos". O ministro sublinhou o "desejo genuíno" das várias bancadas de que este seja o último Estado de Emergência", mas não há nenhuma garantia de que assim possa ser.

17h26: EMA está a rever dados da AstraZeneca a pedido da Comissão Europeia, mas reiterou que os benefícios do fármaco da AstraZeneca superam os riscos.Segundo a agência, esta revisão do Comité de Medicamentos Humanos (CHMP) da EMA vai permitir às autoridades "colocar os riscos da vacina Vaxzevria no contexto dos benefícios das campanhas de vacinação" que estão a decorrer nos diversos Estados-membros.

17h19 : Itália registou, nas últimas 24 horas, 16.168 casos de contágio por coronavírus e 469 pessoas mortes. No total, Itália perfaz 3.809.193 casos confirmados e 115.557 vítimas mortais. 

17h15: Centros comerciais, retalho e restauração em condições de reabrir, garantiram hoje as associações de empresas de distribuição, centros comerciais e da hotelaria e restauração, que asseguram "as condições de higiene para a salvaguarda da saúde pública e a segurança dos seus clientes, fornecedores e trabalhadores".

17h13: Cumprir medidas no Ramadão marcará evolução da pandemia, garante OMS. "Todos temos as ferramentas", afirmou o diretor da organização para o Mediterrâneo Oriental, Ahmed Al-Mandhari, numa conferência de imprensa virtual, citado pela agência noticiosa espanhola EFE.

17h10: Pfizer confirma negociações com Bruxelas sobre vacinas para 2022 e 2023. A farmacêutica adianta querer ser "um parceiro a longo prazo das autoridades sanitárias em todo o mundo na luta contra esta pandemia mortal".

16h58: Estado de emergência até 30 de abril. Renovação foi aprovada com os votos a favor de PS, PSD, CDS-PP, PAN, e da deputada não-inscrita Cristina Rodrigues. O Bloco de Esquerda absteve-se e PCP, PEV, Joacine Katar Moreira, Chega e IL votaram contra.

16h56: "Semanas inteiras sem uma única morte nos lares", nota o ministro da Administração Interna, que fala em "15 dias decisivos" nas mãos dos portugueses.

16h54: Eduardo Cabrita diz que "o consenso entre órgãos de soberania é fundamental para dar confiança aos portugueses" e garante que Portugal Portugal testa mais do que países como a Holanda.

16h51 : Ministro da Administração Interna sublinha que há o "desejo genuíno de esta seja a última declaração do Estado de Emergência". Eduardo Cabrita tem agora dez minutos para responder às intervenções de todas as bancadas.

16h47: Bastonário da Ordem dos Médicos defende que datas do desconfinamento "podem ser mantidas" desde que não se descure parâmetros como "a vacinação, os mecanismos de proteção individual, e a testagem em massa". Miguel Guimarães apontou que este é "um momento crítico para evitar que se desconfine mal", analisando que Portugal, em comparação com outros países, "ainda está numa boa situação, apesar do ligeiro aumento dos casos de covid-19".

16h39: São Miguel em Alto Risco a partir das 00h00 de sexta-feira, informou  hoje a Autoridade Regional da Saúde. São Miguel, a maior e mais populosa ilha açoriana, é aquela que regista maior número de novas infeções, contabilizando hoje um total de 340 casos positivos ativos.

16h37: Chega: "Vergonha é aquilo que podemos dizer sobre este Estado de Emergência", assegura André Ventura, que acrescenta que "enquanto o país estava em estado de emergência, um juíz de instrução criminal gozava com aqueles que tentaram fazer deste um país melhor". O deputado único do partido acrescenta que "o país olhava incrédulo, em confinamento, para a decisão", uma intervenção que recebeu alguns protestos da bancada do PS.

16h33: PEV: “Insiste-se no estado de emergência quando se sabe que não tem qualquer influência no plano de desconfinamento?”, questiona a deputada Mariana Silva. "É preciso devolver a normalidade à vida das pessoas", garante, notando que várias iniciativas decorreram, ao ar livre, decorreram com segurança.

16h30: Casos diários estabilizam no Reino Unido. Departamento de Saúde e de Assistência Social do Reino Unido anunciou que foram diagnosticados 2.491 novos casos de Covid-19, em linha com o que foi reportado esta terça-feira. Morreram mais 38 pessoas nas últimas 24 horas. Em termos acumulados, o Reino Unido contabiliza 4.378.305 contágios e 127.161 óbitos. 

16h26: PAN: "É absolutamente essencial travar o caos social", defende a líder parlamentar Inês Sousa Real. "Temos de ter medidas de apoio social às famílias e as empresas."

16h19: CDS: "Emergência é a própria situação do Governo", critica  João Almeida, que acusa o Governo de nunca ter conseguido transmitir ao país os seus objetivos. "Já ninguém sabe o que pode estar aberto", aponta, pedindo que se abandone o Estado de Emergência com o desconfinamento.

16h10: PCP: "A declaração do Estado de Emergência não deve ser chapéu para a retirada de direitos", defende o deputado João Oliveira, que considera ainda que as vacinas "têm de estar à disposição da humanidade" e que o Governo não pode ser cúmplice da "disputa das multinacionais farmacêuticas" que procuram o lucro.

16h00: BE: “O Governo não tem feito tudo. Em vez de centrar a solução nas pessoas, quis criar uma guerra pelo aumento dos apoios sociais”, afirma Pedro Filipe Soares, que fala agora na Assembleia da República. O deputado do Bloco de Esquerda defende que “este é o último estado de emergência de que, nesta fase, o país precisa”. 

15h57: PSD: "Nada de bom viria para Portugal se a uma crise de saúde pública se juntasse uma crise política", defende o deputado Luís Leite Ramos, que critica, contudo, a falta de planeamento do Governo na gestão do ensino e da educação em tempo de pandemia. "Corre neste setor uma pandemia paralela", refere.

15h50: Os primeiros autocarros da marca única Carris Metropolitana, que vão circular na Área Metropolitana de Lisboa (AML), entram em funcionamento em junho, reforçando em 40% a oferta, revelou hoje o presidente da Câmara de Lisboa. 

15h45: A Ministra da Saúde intervém, a esta hora, no Parlamento, negando que Portugal seja dos países que menos testa. Marta temido garante ainda que, entre 2 e 16 de março, aumentaram os recuperados, diminuiu o número de casos e a taxa de positividade entre os testados.

15h44: Timor prolonga cercas sanitárias e impõe novas em três municípios. O Governo timorense decidiu hoje renovar as cercas sanitárias em vigor em Díli, Baucau e Viqueque devido à covid-19 até ao final do atual período de estado de emergência, no início de maio, impondo outras em mais três municípios.

15h40: Açores reportam 34 novos casos de Covid-19. A maioria (32) na ilha de São Miguel. Os restantes dois casos foram registados na ilha das Flores e na ilha Terceira.

15h37: Já começou, no Parlamento, o debate sobre a renovação do Estado de Emergência até ao final de abril. Siga aqui:

15h30: Bom tarde! Estamos a iniciar um novo acompanhamento, esta quarta-feira. Clique aqui para conferir as atualizações da manhã, relativamente à pandemia do novo coronavírus.

Leia Também: Índice de transmissibilidade (Rt) sobe para 1,06 e incidência para 72,4

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório