Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Timor prolonga cercas sanitárias e impõe novas em três municípios

O Governo timorense decidiu hoje renovar as cercas sanitárias em vigor em Díli, Baucau e Viqueque devido à covid-19 até ao final do atual período de estado de emergência, no início de maio, impondo outras em mais três municípios.

Timor prolonga cercas sanitárias e impõe novas em três municípios
Notícias ao Minuto

15:27 - 14/04/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Fidelis Magalhães, ministro da Presidência do Conselho de Ministros, explicou em conferência de imprensa que as novas cercas sanitárias vão ser aplicadas nos municípios de Covalima, Ermera e Ainaro e que a decisão foi tomada com base na apresentação "do ponto de situação epidemiológica" no país pela Sala de Situação do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC).

"Assim, é proibida a circulação de pessoas entre estes municípios e as demais circunscrições administrativas, salvo em casos devidamente fundamentados por razões de segurança pública, saúde pública, assistência humanitária, manutenção dos sistemas de abastecimento público ou de realização do interesse público", detalha-se numa nota do executivo.

O Governo deliberou ainda alterar o decreto de medidas de emergência para permitir que quem venha para Timor-Leste para dar apoio técnico e humanitário na atual situação de calamidade tenha apenas de apresentar o resultado negativo de um teste, sem ter que cumprir 14 dias de quarentena.

Fidelis Magalhães disse que a ministra da Saúde fez uma apresentação sobre o processo e calendário de vacinação, tendo sido mandatada para "acelerar a implementação da vacina" incluindo preparar o país para "receber vacinas de países como a Austrália que se disponibilizaram para apoiar Timor-Leste".

"É imperativo que se acelere a vacinação para que possamos concentrar-nos na reconstrução que é necessária, enfrentando um risco menor de propagação da covid-19", considerou.

Desde 07 de abril e das 24 mil vacinas que chegaram a Timor-Leste, foram administradas vacinas a 2.907 pessoas, das quais 887 são mulheres e 1.742 são homens, tendo sido "vacinados 1.619 profissionais de saúde e 1.010 outros profissionais da linha da frente", nota o Governo.

Na reunião de hoje foi ainda feita uma apresentação do Laboratório Nacional que mostrou uma variante original do SARS-CoV-2, presente nesta região, e um caso da variante com origem no Reino Unido, de uma pessoa que ficou em isolamento e não se espalhou.

"Até agora apenas está espalhada na comunidade a variante original. Não há outras variantes presentes na comunidade", explicou.

Timor-Leste vive atualmente o seu pior momento da pandemia, com duas mortes, 547 casos ativos e um total de 1.103 infetados, situação agravada pelas cheias que assolaram o país e que causaram 36 mortos e 10 desaparecidos, com milhares de famílias deslocadas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório