Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Pardal Henriques confirma. É cabeça de lista do PDR por Lisboa

O advogado revela que tomou a decisão depois de ponderar "bastante e de conferenciar com a família". Pardal Henriques deixa, a partir de hoje, de ser o porta-voz do SNMMP.

Pardal Henriques confirma. É cabeça de lista do PDR por Lisboa
Notícias ao Minuto

18:21 - 21/08/19 por Filipa Matias Pereira 

Política Pardal Henriques

É oficial. Depois de Marinho e Pinto ter confirmado que o  então porta-voz do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) seria candidato às eleições legislativas pelo Partido Democrático Republicano, desta vez é o próprio Pardal Henriques que o confirma. 

Em comunicado enviado às redações, o advogado esclarece que aceitou o convite para "integrar a lista do PDR como cabeça de lista pelo círculo de Lisboa". 

O porta-voz dá conta que a decisão foi tomada depois de "ponderar bastante e de conferenciar com a família". E fê-lo "consciente" de que pretende "ser uma voz ativa por todas as causas" que tem vindo a defender e que considera que "não estão representadas no Parlamento Português". 

E como exemplo desta premissa, o advogado destaca "a reação dos partidos políticos, e em especial dos partidos com assento parlamentar, relativamente à utilização de todos os meios possíveis para, através da força e da aliança com as empresas, dizimar os direitos constitucionais dos trabalhadores, que reclamam unicamente o pagamento do trabalho que fazem, sem esquemas fraudulentos". 

Pardal Henriques refere ainda que, a partir desta quarta-feira, não será mais o porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, "por forma a não misturar o que poderia ser interpretado como campanha eleitoral". 

Pese embora tenha tomado esta decisão, o causídico continuará a "representar juridicamente o Sindicato [SNMMP], assim como o Sindicato dos Seguranças e Vigilantes de Portugal, o Sindicato Independente dos Trabalhadores da Rodoviária de Lisboa", assim como outros sindicatos e causas que aceitou defender e fa-lo-á "com a mesma determinação, dinamismo e empenho", alega. 

Pardal Henriques aproveita ainda para lançar farpas aos que "não sabem como" o "atacar mais", que, no seu entendimento, dirão "que me quis aproveitar da causa dos motoristas para me autopromover. No entanto, quem me conhece sabe perfeitamente que defendo esta causa desde 2017, e nunca foi a minha intenção iniciar uma carreira política". 

"A estas pessoas que possam utilizar esses argumentos baixos", acrescenta, "apenas questiono o porquê de não terem tido coragem de assumir esta ou outras causas como estas? É mais fácil criticar ou manter-se conivente com os esquemas instalados no nosso Estado". 

Recorde-se que a possibilidade de o vice-presidente do SNMMP ser deputado pelo PDR já tinha sido equacionada na semana passada, mas na altura nem Pardal Henriques nem Marinho e Pinto comentaram o assunto. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório