Meteorologia

  • 19 JULHO 2018
Tempo
23º
MIN 21º MÁX 25º

Edição

Pedrógão: Empresários para a Inclusão Social apoiam jovens estudantes

A EPIS - Empresários para a Inclusão Social vai apoiar, através de bolsas sociais, jovens de Pedrógão Grande, Góis, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pampilhosa da Serra que concluíram o 9.º ano com mérito, foi hoje anunciado.

Pedrógão: Empresários para a Inclusão Social apoiam jovens estudantes
Notícias ao Minuto

16:18 - 29/08/17 por Lusa

País Incêndios

"Nesta edição das Bolsas Sociais, a EPIS pretende, com a categoria 'Amigos EPIS', dar um sinal de apoio e ajuda às famílias mais afetadas, em particular, àquelas em que se identifiquem jovens, em idade escolar, que possam ter dificuldades na continuidade dos seus estudos", explicou à agência Lusa o diretor-geral da EPIS, Diogo Simões Pereira.

Este responsável recorda que os incêndios nos concelhos de Pedrógão Grande, Góis, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pampilhosa da Serra, em junho, "provocaram um impacto negativo na economia e na vida de muitas famílias".

"No próximo ano, a EPIS dará continuidade a esta categoria de forma que pequenos doadores possam ter a oportunidade de contribuir para o sucesso escolar dos jovens em Portugal", frisou.

A sétima edição das bolsas inclui a nova categoria, "Amigos EPIS", destinada para os jovens que concluíram com mérito académico o 9.º ano e cujas famílias não têm capacidade financeira ou possuem dificuldades para manter os filhos na escola.

Esta categoria está aberta a novos doadores individuais ou coletivos até ao fim das candidaturas, em 18 de setembro, sendo que todas as pessoas ou entidades interessadas podem fazer donativos para estas bolsas, a partir de um valor mínimo de 50 euros.

Os interessados devem enviar um e-mail para [email protected] , indicando o valor do donativo pretendido e os dados de identificação básica.

A EPIS vai premiar com uma bolsa de 400 euros, durante três anos, um ou mais alunos de escolas destes quatro concelhos que tenham terminado o 9.º ano de escolaridade com sucesso em 2016/2017 e que estejam a iniciar estudos no 10.º ano de escolaridade, ou equivalente, em 2017/2018.

O valor mínimo de donativo é de 50 euros. Por cada 1.200 euros (400 euros x 3) de donativos acumulados, a EPIS cria uma nova bolsa para esta categoria.

No final do prazo, assume o valor em falta para que os últimos donativos correspondam também a uma nova bolsa no valor de 1.200 euros.

O programa conta, em 2017, com 15 entidades investidoras: BP Portugal, Cofaco Açores, Deloitte, Fertagus, Fundação AGEAS - Agir com coração, Fundação Galp Energia, Fundação GlaxoSmithKline, Fundação Oriente, Grupo Generg, Grupo Pestana, Servier, Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, Soroptimist International Clube Lisboa Caravela, VHumana e Vitacress.

A EPIS foi criada em 2006 por empresários e gestores portugueses e escolheu a Educação como forma de concretização da sua missão principal de promoção da inclusão social em Portugal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.