Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Ordem dos Advogados anuncia por "lapso" vitória do candidato errado

Na corrida ao Conselho de Deontologia do Porto, afinal, o vencedor foi Orlando Carvalho Leite e não Paula Alexandre Ferreira como foi divulgado pela Ordem dos Advogados na passada sexta-feira. Um erro que marca a primeira eleição por voto electrónico realizada pela associação pública profissional.

Ordem dos Advogados anuncia por "lapso" vitória do candidato errado

"A lista candidata mais votada foi a lista V, do candidato Orlando Carvalho Leite e não a lista Z, da candidata Paula Alexandra Ferreira", informou a Ordem dos Advogados (OA) numa nota divulgado no site oficial da associação pública profissional.

Em causa está a eleição dos membros para o Conselho de Deontologia do Porto. Os resultados errados foram anunciados pela Comissão Eleitoral da OA, na passada sexta-feira, tendo sido apontada como vencedora Paula Alexandre Ferreira e não Orlando Carvalho Leite. 

Contudo, no referido comunicado, a associação pública garante que a contabilização das respectivas votações foi realizada de forma correcta e que o “manifesto lapso” na divulgação do vencedor deveu-se a um “erro na aplicação do método de Hondt.

Ainda assim, a OA não avança mais pormenores sobre o problema, deixando por esclarecer por que é que o "erro" apenas decorreu na eleição do Conselho de Deontologia do Porto e não nos restantes resultados para os órgãos nacionais e regionais da OA, cuja votação decorreu nos passados dias 27, 28 e 29 de novembro

Segundo a mesma nota, a OA divulgou que o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Investigação e Desenvolvimento (INESC-ID) está a auditar o processo eleitoral e que será divulgado um “relatório circunstanciado da ocorrência nos próximos dias”. 

Inicialmente, Paula Alexandra Ferreira tinha conseguido 15 mandatos, sendo que agora passaram para oito, o que corresponde a 2.440 votos. Já o legítimo vencedor arrecadou, primeiramente, sete mandatos, quando afinal tinha garantiu oito, com 2.988 votos. 

É de recordar que esta é a primeira vez que as eleições para os vários órgãos nacionais e regionais da OA são realizadas exclusivamente por voto electrónico. Apesar de não ter sido consensual, esta decisão foi aprovada em assembleia geral, em julho deste ano. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório