Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Obras do mosteiro trapista em Palaçoulo começam "em setembro ou outubro"

O bispo da diocese de Bragança-Miranda disse hoje acreditar que em "setembro ou outubro" será possível colocar a primeira pedra do futuro mosteiro da ordem religiosa Trapista em Palaçoulo, Miranda do Douro, orçado em seis milhões de euros.

Obras do mosteiro trapista em Palaçoulo começam "em setembro ou outubro"
Notícias ao Minuto

09:32 - 12/07/18 por Lusa

País Palaçoulo

"Nós pretendemos iniciar esta obra o mais rápido possível. Já esteve agendada uma data, que apontava para o passado mês de maio. Agora, prevemos que o arranque das obras aconteça no final de setembro ou início de outubro, depois de ultrapassadas algumas burocracias ", explicou à Lusa, José Cordeiro.

O mosteiro Trapista será construído no lugar do Alacão, em Palaçoulo, distrito de Bragança, podendo acolher cerca de 40 monjas e será orientado para a contemplação e culto divino, segundo a regra de São Bento.

"Foi de um mosteiro que há 473 anos nasceu na então diocese de Miranda. Depois de todo este tempo nascer um novo mosteiro na diocese Bragança-Miranda, com a mesma matriz e da mesma regra, é impressionante", observou o clérigo.

O mosteiro trapista de Santa Maria, Mãe da Igreja é o primeiro em Portugal, desta ordem religiosa, que será construído no distrito de Bragança.

"As monjas já iniciaram a sua formação em língua portuguesa, mirandesa e da história da igreja em Portugal", afiançou o bispo.

O investimento no novo equipamento religioso está estimado em seis milhões de euros, será suportado integralmente pela Ordem formalmente designada "Cisterciense da Estrita Observância".

Os responsáveis pela diocese já haviam realçado "a importância espiritual" desta obra, mas também "a cultural" e "o contributo" que pode ser dado "para o desenvolvimento do interior, e dar-lhe centralidade".

A expectativa resulta "do testemunho e da experiência de tantos mosteiros que existem no mundo inteiro" e que têm dado "um enorme contributo também ao desenvolvimento integral da região onde estão implantados".

Já está escolhido o grupo de monjas que vai fundar o Mosteiro Trapista de Santa Maria, Mãe da Igreja, em Palaçoulo, Miranda do Douro e abadessa será a monja Giusy.

O Mosteiro Trapista de Santa Maria, Mãe da Igreja será construído em terrenos doados pela Paróquia de S. Miguel de Palaçoulo, em colaboração com paroquianos e a Junta de Freguesia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório