Meteorologia

  • 20 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Detido suspeito de homicídio de produtor de 'Dallas', morto em 1985

Mais de três décadas depois, as autoridades encontraram o homem a quem correspondem as impressões digitais recolhidas na altura.

Detido suspeito de homicídio de produtor de 'Dallas', morto em 1985

Em julho de 1985, alguém entrou na casa do produtor Barry Crane, em Los Angeles, e, recorrendo a uma estatueta de cerâmica e a um cordão de telefone usado para estrangular, assassinou Barry Crane. O corpo foi encontrado na garagem, envolto em lençóis.

O suspeito do homicídio levou também a carteira do produtor e o Cadillac que este possuía.

Com o passar dos anos, o mistério manteve-se, sem grandes avanços na investigação. 

Agora, mais de três décadas depois, há novidades no caso do produtor de séries como 'Dallas' e 'The Incredible Hulk', que era então um jogador de renome no circuito do bridge.

Conta a Sky News que, no ano passado, detetives voltaram a confirmar no sistema se havia correspondência para as impressões digitais recolhidas na altura. Era a quarta vez que tal era feito e, desta vez, houve correspondência.

Através das redes sociais, o FBI conseguiu descobrir que o homem a quem correspondiam as impressões digitais - Edwin Hiatt - estava a viver na Carolina do Norte, onde trabalhava numa oficina. Hiatt foi alvo de uma operação de vigilância, que permitiu recolher beatas de cigarro e uma chávena de café. A partir daí, os investigadores conseguiram ligar Hiatt a amostras ADN recolhidas no carro roubado de Barry Crane, em 1985.

Na altura do homicídio, Edwin Hiatt tinha 18 anos de idade. Atualmente, tem 52 anos. Foi agora detido para interrogatório pelo FBI.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório