Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2019
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Homem admite homicídio de jovem muçulmana perto de mesquita nos EUA

Nabra Hassanen estava perto de uma mesquita na Virgínia depois das orações quando foi atacada.

Homem admite homicídio de jovem muçulmana perto de mesquita nos EUA
Notícias ao Minuto

19:05 - 28/11/18 por Sara Gouveia 

Mundo Nabra Hassanen

Darwin Martinez Torres estava acusado de violar e matar uma jovem muçulmana, de 17 anos, perto de uma mesquita no estado norte-americano da Virgínia. O homem, de 25 anos, atacou Nabra Hassanen em junho deste ano em Sterling, uma zona a 48 quilómetros de Washington DC e assumiu agora a culpa de todos os oito crimes de que estava acusado, o que o vai poupar da possibilidade de ser condenado à pena de morte.

Conta a BBC, que durante a investigação, as autoridades não encontraram qualquer prova de que se tivesse tratado de um crime de ódio, uma hipótese que vinha a ser avançada por alguns meios de comunicação na altura do ataque.

Nabra e os amigos iam a caminho da mesquita quando Darwin quase atropelou o grupo, numa situação descrita pela polícia na altura como um incidente de trânsito. Continuou a segui-los enquanto estes corriam e quando saiu do carro pegou num taco de basebol. Nabra foi atacada e levada para dentro da viatura.

O carro foi encontrado pelas autoridades horas depois, com manchas de sangue. Eventualmente o homem acabou por confessar o crime e levou a polícia ao local onde se tinha livrado do corpo - um lago no condado de Loudoun, na Virgínia.

A morte da jovem despertou preocupações de segurança entre a comunidade muçulmana norte-americana.

Darwin vai agora ser sentenciado a uma pena perpétua.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório