Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2018
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Antes de morrer, jovem golfista espanhola lutou com o assassino

A jovem conseguiu arranhar o atacante e ferir-lhe a mão esquerda, mas não se conseguiu salvar.

Antes de morrer, jovem golfista espanhola lutou com o assassino
Notícias ao Minuto

11:57 - 19/09/18 por Sara Gouveia 

Mundo EUA

A golfista espanhola agredida em plena luz do dia no campo de golfe onde estava a treinar terá lutado pela vida até ao fim. Celia Barquín Arozamena conseguiu deixou o atacante arranhado e feriu-lhe a mão esquerda, mas nem por isso conseguiu sobreviver ao "ato de violência brutal", conta o Gazzetta dello Sport.

A promissora golfista espanhola, de 22 anos, foi encontrada morta num lago perto do 9º buraco, com feridas no peito, cabeça e pescoço, em Ames, no estado norte-americano do Iowa.

As autoridades encontraram o alegado homicida pouco depois, com a ajuda de cães pisteiros. Collin Daniel Richards, também com 22 anos, já foi acusado de homicídio em primeiro grau.

O homem vivia num acampamento de sem-abrigo perto do campo de golfe.

Collin já tinha tido vários problemas com a justiça, no passado, por roubo e agressão. Em 2014, tinha sido acusado de abusar de uma ex-namorada. Uma testemunha disse às autoridades que nos dias anteriores ao crime o homem tinha dito que sentia a "necessidade de violar e matar uma mulher".

Celia tinha-se sagrado campeã da Europa este ano, participou no US Open Feminino e foi eleita a desportista do ano da Universidade de Iowa State. No próximo sábado a equipa de futebol americano da universidade vai jogar com as suas iniciais no capacete, como forma de homenagem.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório