Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2019
Tempo
20º
MIN 20º MÁX 20º

Edição

"Bárbara Guimarães não soube escolher o homem com quem casou"

Júlia Pinheiro tece duras críticas a Manuel Maria Carilho e apoia Bárbara Guimarães, de quem é testemunha de defesa: “Um dia vamos de novo vê-la inteira”.

"Bárbara Guimarães não soube escolher o homem com quem casou"

Júlia Pinheiro testemunhou recentemente no tribunal em defesa de Bárbara Guimarães, no processo que opõe a apresentadora ao ex-marido, Manuel Maria Carilho.

No seu blog, Júlia Pinheiro fez questão de manifestar publicamente apoio à colega de profissão e amiga, a quem atribui uma virtude – a dignidade – que lhe foi “roubada publicamente” mas que “jamais lhe será roubada no seu círculo pessoal e privado”.

“Conhecemo-nos há muito tempo. (…) Assisti de perto aos seus sucessos, partilhámos gargalhadas e alguns momentos felizes. Tivemos muitas conversas sobre a paixão que a nossa profissão nos suscitava. (…) Convocada pela defesa da Bárbara, para falar da minha colega de profissão. Dignidade. O valor absoluto de um indivíduo, homem ou mulher, e que foi roubado à minha amiga. Publicamente, Bárbara Guimarães foi espoliada deste bem. No seu círculo pessoal e privado, a sua verdade e a sua dignidade jamais lhe serão roubadas”, escreveu Júlia Pinheiro no seu blog homónimo.

“Este é um tempo da crueldade desmesurada, da indiferença e da maldade. Uma mentira mil vezes repetida transforma-se numa verdade. Na arena pública, devora-se o património profissional e público de um cidadão. Tudo com a ligeireza com que se bebe um copo de água. E é aqui nesta encruzilhada que se encontra esta mulher, exposta ao veneno de um homem, à sua maldade e ao desejo absurdo de uma vendetta que não se sabe onde acabará”, acrescentou a diretora de programas da SIC.

As críticas de Júlia Pinheiro admite não só que o antigo ministro Manuel Maria Carrilho “não soube proteger os filhos da avidez da devassa pública” como “este péssimo desempenho parental é a humilhação de uma mãe, lançando atoardas e insinuações, ofensas, humilhando tudo e todos, com a baba do rancor e de uma raiva sem fim”.

Bárbara cometeu dois pecados num único momento: não soube escolher o homem com quem se casou e, pior que tudo, não percebeu quem era o homem de quem se ia divorciar. Acontece a muita gente, mas raramente vi tanta obstinação em ferir e deixar marcas fatais numa existência que só pede a normalidade”, lamentou a apresentadora, num texto sentido em que acrescenta: “Compete à Justiça descobrir a verdade”.

“Bárbara é uma valente, tem aguentado estoicamente o turbilhão. Sorri quando o coração sangra, e um dia vamos de novo vê-la inteira. Sem medo de ser perseguida, sem ser humilhada pelo pai dos seus dois filhos. Esta é a minha esperança e o meu mais profundo desejo. Eu reitero a esperança, que todos temos. De que no caso da Bárbara, e em todos aqueles em que se avilta e maltrata, a mentira não vencerá”, rematou Júlia Pinheiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório