Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2017
Tempo
25º
MIN 23º MÁX 27º

Edição

Teatro na Guarda com ciclo dedicado à nova música de raiz tradicional

O Teatro Municipal da Guarda (TMG) prossegue na quinta-feira com um ciclo dedicado à nova música de raiz tradicional, que foi iniciado em setembro de 2016 e que inclui sete concertos, duas oficinas e uma instalação sonora.

Teatro na Guarda com ciclo dedicado à nova música de raiz tradicional
Notícias ao Minuto

15:04 - 11/01/17 por Lusa

Cultura Espetáculo

O 'Ciclo Relavrar', com atividades que decorrem até ao dia 23 de março, tem continuidade "depois do sucesso" alcançado na primeira edição, realizada entre setembro e dezembro de 2016, com vários concertos, um filme e uma oficina pedagógica, segundo Victor Afonso, programador cultural do TMG.

De acordo com o responsável, a iniciativa visa "mostrar as novas tendências da chamada música de raiz tradicional" portuguesa e estrangeira ao público da cidade mais alta do país.

O evento começa na quinta-feira, às 22H00, no café concerto do TMG, com o espetáculo de César Prata (Trancoso, Guarda) e Ariel Ninas (Santiago de Compostela, Espanha) 'Cantos de cego de Galiza e Portugal'.

Trata-se de um concerto temático "sobre uma personagem singular na cultura musical ibérica: o cego, que desde a Idade Média povoava o universo sonoro das feiras e romarias, contando e cantando histórias de crimes, romances e feitos históricos", segundo os autores.

O café concerto acolhe depois, no dia 19, uma quinta-feira, às 22H00, um concerto do grupo Chão da Feira, um projeto a duas vozes femininas, acompanhadas de guitarra e flauta de bisel, "de inspiração na música tradicional portuguesa e polvilhado de sonoridades das Músicas do Mundo".

O terceiro concerto do 'Relavrar' realiza-se no dia 21, às 21H30, no grande auditório, com o grupo Criatura, que apresenta "um espetáculo ideal para unir gerações, partilhar com toda a família, mas que antes, convida cada um a revisitar-se profundamente".

No dia 28, um sábado, às 21H30, no pequeno auditório, atua o coletivo de sete mulheres Segue-me à Capela.

A 03 de fevereiro, uma sexta-feira, às 22H00, é a vez de o público da Guarda assistir, no café concerto, ao desempenho de A Marafona, que promove uma sonoridade que "procura honrar a memória cultural de Portugal e espraiar a portugalidade de hoje".

No dia 09 de fevereiro, uma quinta-feira, pelas 21H30, o café concerto acolhe as sonoridades africanas de Kimi Djabaté (Guiné-Bissau), que apresenta o espetáculo 'Kanamalu'.

Os concertos do 'Ciclo Relavrar' terminam a 23 de março, uma quinta-feira, com a exibição de Kalakan Feat (País Basco) e Luís Peixoto, às 22H00, no café concerto do TMG.

Nos dias 26, 27 e 28 de janeiro, será realizada uma oficina de cantares tradicionais, orientada por Segue-me à Capela e, no dia 21 de fevereiro, o músico César Prata dirige outra de instrumentos tradicionais.

No âmbito do mesmo evento cultural, de 04 a 28 de fevereiro, o TMG acolhe uma instalação sonora da autoria de Luís Antero intitulada 'Lugar Sonoro: Guarda'.

A instalação é produzida a partir do arquivo 'Guarda, Uma Paisagem Sonora', composto por gravações sonoras recolhidas em vários pontos do concelho, em novembro de 2015, no âmbito do Ciclo da Luz.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório