Meteorologia

  • 26 ABRIL 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 18º

Edição

Sequeira Costa será lembrado como um dos "maiores pianistas clássicos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou hoje a morte de José Carlos Sequeira Costa, considerando que "será lembrado certamente como um dos maiores pianistas clássicos de Portugal".

Sequeira Costa será lembrado como um dos "maiores pianistas clássicos
Notícias ao Minuto

15:14 - 22/02/19 por Lusa

Cultura Óbito/Sequeira Costa

O pianista português José Carlos Sequeira Costa morreu na quinta-feira, nos Estados Unidos da América, onde residia, aos 89 anos, vítima de cancro.

Numa nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado lamenta a morte do pianista e envia sentidas condolências à sua família.

"Será lembrado certamente como um dos maiores pianistas clássicos de Portugal e pela forma como inspirou gerações de tantos jovens músicos, alunos, ouvintes, espetadores, apaixonados pela música clássica e rendidos ao seu raríssimo talento", escreve Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República refere que Sequeira Costa "desde criança demonstrava um talento invulgar para a música, ainda em Moçambique, onde viveu até aos oito anos" e que depois, em Lisboa, "iniciou uma aprendizagem marcante com José Vianna da Mota, desenvolvendo uma interpretação muito singular de compositores do Romantismo, com especial destaque, naturalmente, para Beethoven, mas também Liszt, Chopin, Schumann, Rachmaninov, Ravel".

"Com apenas 21 anos recebeu o seu primeiro prémio internacional, Marguerite Long (de Paris), e aos 27 anos fundou o consagrado Concurso Internacional de Música de Lisboa Vianna da Mota. Apenas um ano depois, recebeu um convite do conceituado pianista Dmitri Chostakovitch para fazer parte do primeiro júri da Competição Internacional Tchaikovsky", salienta o chefe de Estado.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, Sequeira Costa teve "uma carreira absolutamente notável, que se estendeu ao longo de várias décadas".

O chefe de Estado enaltece também "o seu percurso enquanto professor, mentor, pedagogo, sobretudo na Universidade do Kansas, onde fez grande parte da sua carreira académica - embora nunca esquecendo Portugal, tendo sido um dos principais impulsionadores do Festival Internacional de Música da Póvoa do Varzim, onde atuou por diversas vezes".

"Seguindo os preceitos da escola pianística alemã, Sequeira Costa tinha um domínio rigoroso do gesto, da intensidade, da precisão, ao ponto de parecer quase natural e intuitivo o que era, afinal, fruto de um trabalho intenso e intransigente", acrescenta.

Distinguido em 2004 com a Grã-Cruz da Ordem Infante D. Henrique pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio, Sequeira Costa foi um dos nomes mais significativos do piano português no século XX, tendo fundado o Concurso Internacional Vianna da Motta, de quem foi aluno.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório