Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2017
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Bolsa de Lisboa em alta, com Pharol a subir mais de 4%

A bolsa de Lisboa estava hoje em alta, com as ações da Pharol a liderarem os ganhos, a subirem 4,2% para 0,248 euros.

Bolsa de Lisboa em alta, com Pharol a subir mais de 4%
Notícias ao Minuto

09:53 - 19/05/17 por Lusa

Economia Mercados

Cerca das 09:10 em Lisboa, o principal índice, o PSI20, estava a subir 0,36% para 5.092,19 pontos, com 15 'papéis' a valorizarem-se, um a subir e três inalterados, depois de ter subido até aos 5.254,81 pontos em 05 de maio, um máximo dos últimos seis meses.

Além dos 'papéis' da Pharol, os da Corticeira Amorim e da Altri eram dos que mais subiam, estando a avançar 1,85% para 11,02 euros e 1,84% para 4,144 euros, respetivamente.

As ações do BCP e da Navigator também estavam a subir, designadamente 1,21% para 0,2177 euros e 1,19% para 3,903 euros.

Em sentido inverso, as ações dos EDP Renováveis eram as únicas que desciam, estando a recuar 0,06% para 6,975 euros.

Na Europa, as principais bolsas estavam hoje em alta no início da sessão, com poucas referências macroeconómicas.

Em Nova Iorque, a bolsa em Wall Street fechou na quinta-feira em alta, com o Dow Jones a subir 0,27% para 20.663,02 pontos, depois de em 01 de março ter terminado a subir para o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 21.115,55 pontos.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, mas a descer para 1,1112 dólares, contra 1,1122 na quinta-feira.

O barril de petróleo Brent, para entrega em julho, abriu hoje em alta, a cotar-se a 52,96 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,97% do que no encerramento da sessão anterior.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório