Meteorologia

  • 20 MAIO 2018
Tempo
25º
MIN 24º MÁX 26º

Edição

PCP lança campanha nacional por direitos dos trabalhadores

O PCP vai protagonizar uma campanha nacional intitulada "valorizar os trabalhadores, mais força ao PCP", entre fevereiro e maio, para estimular a luta pelos direitos "roubados pela política de direita, concretizada por PS, PSD e CDS".

PCP lança campanha nacional por direitos dos trabalhadores
Notícias ao Minuto

12:49 - 15/02/18 por Lusa

Política Protesto

Em comunicado, os dirigentes comunistas definem o conjunto de ações como forma de fazer com que "cada trabalhador agarre os seus direitos, defendendo os que estão hoje consagrados, reclamando a reposição dos que foram roubados pela política de direita, concretizada por PS, PSD e CDS, e conquistando os muitos que correspondem a uma vida digna".

As iniciativas do PCP, que incluem contactos com funcionários de empresas e serviços e a exposição de cartazes na via pública, começarão formalmente em 27 de fevereiro, antecipando o debate potestativo agendado para 14 de março, no parlamento, visando "a revogação da caducidade dos Contratos de Trabalho e a reposição do princípio do tratamento mais favorável, bem como o combate à desregulação dos horários", após decisão do Comité Central comunista, em janeiro.

Para os responsáveis comunistas "fica evidente que, por opção do PS e do seu Governo em convergência com PSD e CDS, não se foi tão longe quanto seria possível e necessário, particularmente no que diz respeito aos direitos dos trabalhadores", lê-se ainda, em referência ao chumbo do projeto de lei do PCP e outros partidos, como BE e PAN, para a reposição do pagamento das horas extraordinárias.

Entre os objetivos do PCP estão: "aumento dos salários", "35 horas semanais para todos", "combate à precariedade", "melhoria das condições de trabalho" e "eliminação das normas gravosas da legislação laboral".

O PCP destaca ainda os protestos previstos entretanto como a "Manifestação Nacional de Mulheres, a 10 março, a Manifestação Nacional de Jovens Trabalhadores, organizada pela Interjovem/CGTP-IN, a 28 de março e, principalmente, o Dia Internacional do Trabalhador, o 1.º Maio".

O líder comunista, Jerónimo de Sousa, tem também agendada para 20 de fevereiro, em Lisboa, uma "sessão pública de lançamento" desta campanha nacional.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.