Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2017
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Descoberta de corpo mutilado adensa mistério de jornalista desaparecida

Ainda não está confirmada a identidade de um torso descoberto por um transeunte, de acordo com as autoridades dinamarquesas, uma vez que não tinha cabeça nem membros.

Descoberta de corpo mutilado adensa mistério de jornalista desaparecida
Notícias ao Minuto

15:50 - 22/08/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo Dinamarca

Foi encontrado o torso de um cadáver feminino na orla do mar em Copenhaga, horas após Peter Madsen, inventor do submarino onde foi vista pela última vez a jornalista Kim Wall, ter admitido em tribunal que a mulher de 30 anos morreu a bordo da embarcação, avança o Guardian.

As autoridades indicaram, em conferência de imprensa, que os restos mortais encontrados ainda não foram identificados. O torso foi encontrado por um ciclista, mas não possui cabeça nem membros.

“É óbvio que a polícia, assim como a imprensa e toda a gente, especulam que o corpo possa pertencer a Kim Wall, mas ainda é cedo para dizer”, afirmou o porta-voz da polícia de Copenhaga, Jens Moller Jensen.

A jornalista sueca, recorde-se, está desaparecida desde que embarcou no UC3 Nautilus juntamente com o inventor, Madsen, de 46 anos, a 10 de agosto, com o intuito de recolher informação para uma reportagem sobre o submarino, de quase 18 metros de largura e 40 toneladas.

O navio acabou por afundar e Kim desapareceu sem deixar rasto. Madsen foi resgatado com vida, tendo sido detido e acusado de homicídio, depois de alegar que tinha deixado a jornalista em terra três horas e meia depois de ter embarcado, em Refshaleoen Wall, uma ilha de Copenhaga.

Já em tribunal, Madsen confessou que Kim teve um acidente a bordo (não especificando o quê) e morreu, tendo decidido atirar o seu corpo ao mar.

Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório