Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Detidos quatro familiares de atacante dos Campos Elísios

Quatro membros da família do condutor do veículo que abalroou na segunda-feira uma carrinha policial na avenida parisiense dos Campos Elísios foram detidos, disse hoje fonte judicial à agência noticiosa francesa AFP.

Detidos quatro familiares de atacante dos Campos Elísios
Notícias ao Minuto

07:29 - 20/06/17 por Lusa

Mundo Paris

A ex-mulher de Adam Dzaziri bem como o seu irmão e cunhada foram detidos na tarde de segunda-feira na sequência de buscas ao domicílio da família, perto de Paris. O pai do atacante foi, por seu lado, "colocado sob custódia policial durante a noite", segundo a mesma fonte.

O atacante, de 31 anos, oriundo de um subúrbio de Paris e que estava referenciado pelas autoridades por potenciais ligações extremistas, fez embater intencionalmente um veículo contra uma carrinha da 'gendarmerie' francesa (força policial militarizada) na avenida dos Campos Elísios. A viatura explodiu momentos depois do impacto, mas sem fazer vítimas, além do condutor.

Botijas de gás, uma metralhadora Kalachnikov e pistolas foram encontradas no veículo, bem como explosivos.

O ministro do Interior francês, Gérard Collomb, indicou na segunda-feira tratar-se de uma "tentativa de ataque" contra as forças de segurança, afirmando que o incidente "mostra uma vez mais que o nível de ameaça em França é extremamente elevado".

Este incidente teve lugar cerca de duas semanas depois de um agente policial ter sido atacado junto da catedral de Notre Dame, no centro de Paris.

Nesse ataque, o agressor, que foi neutralizado pelas forças policiais e que reivindicou ser um 'soldado' do grupo extremista Estado Islâmico (EI), atacou o agente com um martelo quando este patrulhava a praça em frente da catedral.

Os mais recentes ataques perpetrados em França têm tido como alvo as forças de ordem e um deles também ocorreu naquela avenida localizada no coração de Paris.

Em 20 de abril, o polícia Xavier Jugelé, de 37 anos, foi abatido a tiro na avenida parisiense por um terrorista, num ataque que foi reivindicado pelo EI. Dois outros agentes policiais ficaram feridos no ataque, que ocorreu alguns dias antes da primeira volta das recentes eleições presidenciais francesas.

Antes já tinham ocorrido outros ataques, sem vítimas mortais, no Museu do Louvre e no aeroporto internacional de Orly que visaram militares franceses.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório