Meteorologia

  • 08 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Número de mortos após tiroteio numa prisão do Panamá sobe para 14

Um tiroteio entre detidos numa prisão do Panamá ocorrido na terça-feira provocou 14 mortos e mais de uma dezena de feridos entre os prisioneiros, de acordo com um balanço divulgado hoje pelo Governo panamiano.

Número de mortos após tiroteio numa prisão do Panamá sobe para 14
Notícias ao Minuto

17:42 - 18/12/19 por Lusa

Mundo Panamá

"Após a rixa de ontem [terça-feira] no pavilhão 14 do centro penitenciário de Joyita, anunciamos que até ao momento morreram 14 detidos", escreveu no Twitter o ministro do Interior, que se referiu ainda a 11 feridos.

Um anterior balanço de Alexis Muñoz, diretor-geral adjunto da polícia panamiana, referia-se a 12 mortos e 13 feridos.

O incidente ocorreu num pavilhão do centro penitenciário de La Joiita, 36 quilómetros a leste da Cidade do Panamá, a capital.

Os motivos dos disparos com armas de fogo "foram os conflitos entre os detidos", indicou Muñoz. "É triste e lamentável que os jovens deste país entrem em conflito por territórios, por atividades de narcotráfico ou pelo poder", comentou.

Inicialmente, o Governo tinha referido em comunicado que não se registaram feridos entre os funcionários da prisão, e que estava retomado o controlo da situação.

O Presidente do Panamá, Laurentino Cortizo, reagiu ao tiroteio para sublinhar a necessidade de garantir a segurança nas prisões do país.

Cortizo declarou que há algumas semanas foi efetuada uma vistoria ao estabelecimento, que permitiu a descoberta de diversas armas. "Isso significa que é possível fazer entrar armas na prisão, mas não vamos permiti-lo", assegurou.

O comunicado do Governo indica que "os responsáveis do incidente" vão ser transferidos e isolados para evitar novos atos de violência. Foi aberto um inquérito.

Segundo o Governo, após o tiroteio foram descobertas cinco pistolas e três armas.

No Panamá, os cerca de 17.000 detidos estão distribuídos por 20 estabelecimentos prisionais, de acordo com os últimos números oficiais.

La Joyita, com 3.700 detidos, é o centro penitenciário com mais população prisional a par de La Nueva Joya. Ambos estão situadas na localidade de Pacora, não longe da capital.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório