Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Condutor Uber fingiu conhecer passageira para a salvar de assédio

Passageira pediu ao condutor que fingisse ser seu namorado quando chegasse ao local da recolha. Incidente aconteceu em Illinois, nos Estados Unidos.

Condutor Uber fingiu conhecer passageira para a salvar de assédio

Um condutor de Uber norte-americano recorreu ao Facebook, no passado dia 31 de julho, para reportar o chocante caso de uma passageira que lhe pediu para fingir que era seu namorado. A razão é assustadora.

Brandon Gale explicou que recebeu um pedido de recolha de uma mulher, que estava numa feira de diversões, em Illinois, nos Estados Unidos. Quase de imediato após ter aceitado o pedido, a mulher em questão enviou-lhe uma mensagem através da aplicação da plataforma de transporte coletivo de passageiros.

"Quando chegar aqui pode fingir que é meu namorado?", perguntou a passageira, tendo Brandon reagido com estranheza. "Como assim?", questionou. "Eu só preciso que finja que me conhece, e que não é um condutor Uber", respondeu a mulher.

O motorista, ainda que desconfiado, decidiu aceder e retirou do carro a sinalização da plataforma de transporte. "Quando cheguei ao local, estava uma mulher e um homem a falar na entrada", explicou Brandon.

"A mulher era a minha passageira e agiu de imediato. Olhou e gritou: 'Hey, querido! Já vou!'. Não quis deixá-la pendurada, portanto gritei de volta: 'Fixe, estou cheio de fome!'. Acenei ao homem. Ele acenou de volta, com pouco entusiasmo", descreveu o motorista.

Só quando arrancaram é que a mulher conseguiu explicar o que se passava. De acordo com o texto publicado pelo motorista, a mulher tinha ido à feira com um grupo de amigos, mas no grupo estava um homem que se mostrou muito atrevido com ela, que "não aceitava não como resposta" e que tinha "um historial de ser muito agressivo".

"Ela pensou que ele a largaria quando ela se dirigisse para o seu carro, mas ele seguiu-a, justificando que era um cavalheiro. Antes de chegarem ao carro, ela fingiu que perdeu a chaves. Ele queria levá-la a casa, e foi aí que ela decidiu chamar o 'namorado'", escreveu Bandon.

O condutor decidiu partilhar a história, sensibilizando os homens para que "aceitem um não como resposta" e advertindo passageiras de que podem usar as plataformas como último recurso, se se sentirem em perigo. O texto, que pode ler abaixo, conseguiu centenas de partilhas, com vários utilizadores a apelidá-lo de "herói".

Leia Também: El Paso: Soldado que salvou crianças emociona-se. "Fiz o que era suposto"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório