Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Pescadores franceses e ingleses em guerra por causa de vieiras

A tensão está a aumentar na disputa da pesca de vieira no Canal da Mancha junto à costa francesa. Esta semana atiraram-se pedras e alguns barcos ficaram danificados.

Pescadores franceses e ingleses em guerra por causa de vieiras
Notícias ao Minuto

09:50 - 29/08/18 por Fábio Nunes 

Mundo Normandia

O conflito entre os pescadores franceses e ingleses não é de agora, já tem pelo menos 15 anos. Mas deteriorou-se recentemente. Em causa está a pesca de vieira, um molusco bastante procurado nos dois lados do Canal da Mancha. Os ingleses podem pescar legalmente na zona francesa e nos últimos cinco anos prevaleceu um acordo. Os maiores barcos britânicos não pescam naquela zona em troca de mais direitos de pesca.

A questão é que os ingleses já usufruem de uma preciosa vantagem. Podem pescar o ano inteiro, enquanto a lei francesa restringe a pesca de vieira entre 1 de outubro e 15 de maio. Os gauleses fartaram-se. “Para os britânicos é um bar aberto. Pescam quando querem, onde querem e quanto querem”, disse à BBC Dimitri Rogoff, o presidente do Comité de Pesca da Normandia.

Esta segunda-feira, a 22 quilómetros da costa da Normandia, registou-se a batalha mais agressiva desta ‘guerra’. Cerca de 40 barcos franceses juntaram-se e protestaram contra o que chamam de “pilhagem” dos ‘stocks’ de vieira.

“Os franceses contactaram os britânicos para que eles não continuassem a pescar e depois envolveram-se num conflito”, referiu Rogoff. Houve insultos de ambos os lados da barricada e atiraram-se pedras. Não se registaram ferimentos, mas alguns barcos ficaram danificados. Em minoria face à armada francesa, os ingleses viram-se forçados a regressar a casa.

“Não queremos que eles parem de pescar, mas podem pelo menos esperar até 1 de outubro para podermos partilhar. A vieira é um recurso primário e um tema muito sensível na Normandia”, realça Dimitri Rogoff.

Já os pescadores ingleses pedem proteção do seu governo. “Já abordámos esta questão com o governo britânico e pedimos proteção para as nossas embarcações, que estão a pescar de forma legítima”, afirmou Barry Deas, o líder da Federação Nacional de Organizações de Pescadores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório