Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

Cardeal Leopoldo Brenes diz que Igreja Católica é perseguida na Nicarágua

O cardeal Leopoldo Brenes afirmou hoje que a Igreja Católica é perseguida na Nicarágua, dando conta de que os seus templos têm servido de refúgio para manifestantes que escapam dos ataques armados do Governo local.

Cardeal Leopoldo Brenes diz que Igreja Católica é perseguida na Nicarágua
Notícias ao Minuto

19:37 - 22/07/18 por Lusa

Mundo Críticas

Segundo a agência de notícias espanhola EFE estes confrontos já provocaram entre 277 e 351 mortos, desde abril deste ano.

Brenes reconheceu a perseguição sofrida pela Igreja Católica quando questionado hoje por um grupo de jornalistas, após a Eucaristia dominical na Catedral Metropolitana de Manágua.

"Acredito numa Igreja santa, católica, apostólica e perseguida, porque vemos que no Iraque está a ser perseguida, na Índia creio que também. Faz parte da Igreja, sempre foi perseguida, mas não vamos ficar alheios", sublinhou o cardeal.

Desde junho, quando o Episcopado, na qualidade de mediador de um diálogo nacional para superar a crise, pediu ao presidente Daniel Ortega para antecipar, até março de 2019, as eleições de 2021, com vista a ultrapassar a grave situação na Nicarágua, foram, pelo menos, profanadas sete igrejas.

A Nicarágua está submersa na mais sangrenta crise sociopolítica desde a década de 1980, com Ortega também como presidente.

Os protestos contra Daniel Ortega e sua esposa, vice-presidente Rosario Murillo, começaram em 18 de abril deste ano, devido ao fracasso das reformas na segurança social que culminaram com a exigência da renúncia do presidente, após onze anos no poder, com acusações de abuso e corrupção.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório