Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Brexit levará a aumento de crimes de ódio na Inglaterra e País de Gales

A polícia da Inglaterra e do País de Gales deverá enfrentar "problemas significativos" na gestão de crimes de ódio e no seu possível aumento quando o Brexit se concretizar, adverte um relatório publicado hoje pela inspeção da polícia britânica.

Brexit levará a aumento de crimes de ódio na Inglaterra e País de Gales
Notícias ao Minuto

09:11 - 19/07/18 por Lusa

Mundo Inspeção

Este órgão independente, que supervisiona o trabalho das forças de segurança, encontrou 89 "respostas inadequadas" em 180 casos de crimes de ódio que foram revistos.

Em média, os agentes levaram cinco dias para visitar 73 vítimas, enquanto 65 delas nem sequer foram atendidas.

Segundo a inspeção da polícia britânica, existe uma "possibilidade real" de que, como aconteceu após o referendo de 23 de junho de 2016, em que os britânicos votaram a favor do Reino Unido deixar a União Europeia, os crimes de ódio aumentem quando o Brexit entrar em vigor, em 29 de março de 2019.

Por essa razão, as forças de segurança foram alertadas para estarem "preparadas para essa eventualidade" e para garantir que as recomendações deste relatório "sejam usadas no futuro para melhorar a resposta da polícia às vítimas" deste tipo de crimes.

O organismo de controlo indicou que, quando se trata de crimes de ódio, as pessoas afetadas enfrentam uma "lotaria", com 43 incidentes incorretamente registados quando foram denunciados.

De acordo com o relatório, muitos destes incidentes são indicados como crimes de ódio "sem qualquer justificativa aparente" e outros que são, de facto, crimes de ódio não são designados como tal.

A inspetora-chefe Wendy Williams disse hoje, na apresentação do relatório, que "o crime de ódio é um crime hediondo porque atinge o coração de quem você é".

Apesar dos problemas apontados pela investigação, Williams observou que há também "muitos exemplos de oficiais e funcionários" que tratam as vítimas de crimes de ódio de maneira "sensível e eficaz" e que há evidências de "práticas positivas".

No período 2016-2017, os crimes de ódio representaram 2% de todas as infrações registadas na polícia da Inglaterra e do País de Gales, o que significa um aumento de 57% em relação ao número de infrações registadas entre 2014-15 e 2016-17.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório