Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2019
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Cateterismo. O procedimento invasivo ao coração que Marcelo terá de fazer

Marcelo Rebelo de Sousa sofre de um problema cardíaco que o poderá impedir de se recandidatar à Presidência da República.

Cateterismo. O procedimento invasivo ao coração que Marcelo terá de fazer

O Presidente dos afetos revelou aos portugueses, numa entrevista ao programa 'Alta Definição' que irá para o ar no sábado, que terá de fazer "daqui a umas semanas um cateterismo".

À conversa com o apresentador Daniel de Oliveira Marcelo recordou, que o “pai era cardíaco” e, por essa razão, achou que “devia fazer exames em matéria cardíaca”.

Em termos médicos, o cateterismo é um exame de vasos sanguíneos e coração que ajuda a identificar diferentes condições, como o entupimento das artérias coronárias, responsáveis por irrigar o músculo cardíaco de sangue. Sem essa irrigação, o coração pode sofrer um enfarte e parar de bater, provocando a morte, como descreve a publicação norte-americana Medical Daily. 

Em alguns casos, o cateterismo acaba por ser um método curativo e o cardiologista corrige o bloqueio nos vasos sanguíneos ainda durante o procedimento. Já noutros casos, o procedimento poderá seguir-se pela realização de uma cirurgia maior.

O que é cateterismo?

Cateterismo cardíaco é um exame diagnóstico invasivo, mas que pode também ser terapêutico. Basicamente, trata-se de um procedimento no qual um cateter é introduzido por uma artéria periférica até ao coração com o objetivo de avaliar as condições de coronárias, aorta, circulação pulmonar e câmaras cardíacas.

O cateterismo torna-se um meio de diagnóstico quando identifica uma lesão e é terapêutico quando, durante o exame, a lesão é corrigida, colocando um tubo ou anel na artéria entupida, por exemplo.

Indicações

O exame serve para identificar obstruções das artérias coronárias, alteração de fluxo da artéria pulmonar, medidas de pressões das câmaras cardíacas e função contrátil do músculo cardíaco.

Como é feito?

O cateterismo cardíaco é realizado com o paciente acordado e sob anestesia local. Um cateter é introduzido, por meio de um corte na virilha ou no braço, numa artéria periférica radial ou femoral até o coração.

Graças à administração de contraste durante o procedimento, são geradas imagens por um sistema de raio-x que mostram o percurso do cateter até o coração e permitem ver se existe alguma alteração, como obstrução nas coronárias – artérias responsáveis por transportar o sangue ao músculo cardíaco.

Duração

A duração do procedimento depende da área a ser avaliada, da necessidade de intervenção, do estado físico do paciente, entre outros aspectos. Pode variar de meia hora a algumas horas, de maneira geral.

Recuperação

Após o procedimento, é realizado paciente deve permanecer em repouso por algumas horas, evitando movimentar a perna onde foi introduzido o cateter. Também são administrados líquidos e soro para auxiliar na eliminação do contraste administrado.

Riscos

Entre os riscos do cateterismo, estão hemorragias, dor e lesão no local de introdução do cateter, formação de coágulos no vaso pelo qual o cateter passou, infecções e arritmia. Mais raramente, pode ocorrer isquemia, dor no peito, enfarte, oclusão súbita de artéria coronária, lesão arterial, AVC e lesão renal pelo contraste.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório