Meteorologia

  • 26 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Portugal Fashion acaba com Alexandra Moura, Carla Pontes e David Catalán

As coleções 'Bestiário', de Alexandra Moura, 'Remember where you come from', de Carla Pontes, e 'Still Alive' do 'designer' David Catálan marcaram hoje o último dia da 44.ª edição do Portugal Fashion, no edifício da Alfândega do Porto.

Portugal Fashion acaba com Alexandra Moura, Carla Pontes e David Catalán
Notícias ao Minuto

19:11 - 17/03/19 por Lusa

Lifestyle 44.ª edição

Os seres fantásticos, as bestas e os monstros, bem como a vida rural da ceramista de Barcelos, Rosa Ramalho, foram o mote para a 'designer' Alexandra Moura apresentar a sua nova coleção para a próxima estação fria, 'Bestiário'.

Na coleção, transmitiu uma harmonia entre o clássico e o contemporâneo e entre o rural e o urbano, onde se destacaram coordenados de vestes do trabalho na aldeia e no campo em contraponto com peças desportivas e 'oversize' (tamanho grande) mais usados na cidade.

A 'designer' portuguesa Alexandra Moura, que apresentou a sua coleção outono/inverno, 'Bestiário', no calendário oficial da semana da moda de Milão (feminina) no dia 25 de fevereiro, partilhando o palco com marcas como Gucci, Prada e Armani, assumiu que foi uma grande surpresa.

"Não estava à espera, de todo. De repente, passar de Londres para Milão e para um calendário oficial (...). Não estávamos à espera", assumiu Alexandra Moura, "orgulhosa" e "feliz", mas também a sentir "muita responsabilidade" e a "ter de ter os pés muito bem assentes na terra", por ter apresentando recentemente a sua coleção ao lado de marcas como a Gucci, Fendi, Prada, Armani e Jil Sander.

Durante a tarde, a 'designer' Carla Pontes, 'ex-bloomer', apresentou a coleção 'Remember where you come from' em forma de performance com uma instalação viva com 13 coordenados, permitindo ao público tocar nas peças no final do espetáculo.

A coleção chega em jeito de "manifesto" e representa um relembrar das motivações para a criação da moda e valorizando o ''savoir faire' local' e 'reforçando a importância da sustentabilidade, da reciclagem e da reutilização", explicou a criadora, assumindo que está "a abraçar a 'slow fashion' e a adaptá-la à realidade atual com coleções de continuidade".

A 44.ª edição do Portugal Fashion encerrou com o desfile 'Still Alive', do 'designer' David Catalán, um 'ex-bloomer', que combinou peças clássicas com o 'sportswear', para criar um guarda-roupa atual em tons térreos e neutros, como o bege, tijolo, preto, mas também o azul-marinho, laranja e o amarelo mel.

A 44.ª edição do Portugal Fashion na Alfândega do Porto recebeu 37 mil visitantes, um número que aumentou em relação à última edição nacional pela introdução de desfiles de moda infantil, reforço do 'brand up' e mais imprensa internacional.

Esta 44.ª edição nacional de Portugal Fashion, cujo investimento foi na ordem dos '500 mil euros', um valor 'habitual nas edições nacionais', correu bem, segundo Mónica Neto, líder do projeto Portugal Fashion.

O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal e é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 -- Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório