Meteorologia

  • 27 JULHO 2017
Tempo
22º
MIN 19º MÁX 24º

Edição

Companhia Agrícola do Sanguinhal: Em família pelo vinho lisboeta

A marca que Abel Pereira da Fonseca criou em 1926 continua bem viva na memória dos apreciadores e nas mesas de todo o mundo.

Notícias ao Minuto

07:15 - 20/04/17 por Bruno Mourão

Economia Empresas

O vinho do Porto pode ter mais nome e os vinhos do Douro e Alentejo podem ser companheiros mais comuns nas refeições, mas na zona de Lisboa, há uma marca histórica a tentar fazer o vinho do centro e a DOP Carcavelos ganhar o lugar de destaque merecido. 

Na linha da frente desta verdadeira revolução surge a Companhia Agrícola do Sanguinhal, criação de Abel Pereira da Fonseca herdada pela família e orgulhosamente modernizada. Nas garrafas, a presença estilizada de Fernando Pessoa - um dos clientes históricos - salta à vista e surge como lembrança de um passado orgulhoso que se transformou num presente de sucesso. 

Durante o evento Peixe em Lisboa, o Economia ao Minuto teve oportunidade de falar com Diogo da Fonseca Reis, o representante mais visível da empresa. Ao lado da irmã e do sobrinho recém-nascido – o membro mais novo do clã - Diogo Fonseca Reis falou da experiência no estrangeiro que lhe permitiu regressar a casa com mais conhecimentos e com a capacidade de fazer crescer a marca que a mãe geriu na sua ausência. 

Com três quintas na região demarcada de Óbidos, a Companhia Agrícola do Sanguinhal está aberta ao público e oferece vários serviços complementares ao vinho que fazem da Quinta de S. Francisco, da Quinta das Cerejeiras e da Quinta dos Sanguinhal atrações turísticas, como pode ver no vídeo. 

A recordação da força de outros tempos serve de motivação para a reconquista do estatuto perdido pelos vinhos lisboetas, com a qualidade como principal trunfo. 

A marca Casabel, com uma imagem estilizada de Fernando Pessoa, é a porta de entrada ideal para os vinhos da Companhia Agrícola do Sanguinhal, num alinhamento que conta com as versões de gama mais alta como o Quinta do Sanguinhal, ou o Quinta das Cerejeiras, a gama média do Quinta de S. Francisco e uma novidade: o branco de colheita tardia Quinta S. Francisco. 

No topo dos produtos da Companhia surge um dos vinhos mais procurados pelos apreciadores: o Quinta da Bela Vista, versão licorosa envelhecida durante 70 anos com produção limitada. 

Com tantos argumentos, restam poucas dúvidas de que o vinho regional lisboeta está de volta à ribalta.

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório