Lusodescendente transforma o seu aniversário em campanha de donativos

Uma lusodescendente no Canadá pretende celebrar o seu aniversário de maneira diferente e, em vez de presentes, quer donativos para comprar alimentos para as crianças na Venezuela, a sua terra de origem.

© iStock
País Canadá

"Esta é a maneira diferente de celebrar o meu aniversário. Em vez das pessoas de me darem um presente, prefiro que façam um donativo para depois enviar alimentos para as crianças na Venezuela", disse hoje à agência Lusa Alessandra da Rocha.

PUB

Neta de um emigrante português na Venezuela, de Aveiro, a lusodescendente vai comemorar o seu 32.º aniversário no dia 26 de outubro, com uma festa que tem como objetivo ajudar as crianças da Cidade de Bolivar, no este da Venezuela.

Quem quiser "ajudar as crianças da Venezuela" poderá participar na festa, que terá lugar no salão da Lula Lounge no número 1585 da Dundas Street West, ou terá também a hipótese de efetuar um donativo através da site GoFundMe identificado como 'Feed a Kid - Venezuela'.

"O meu objetivo principal é angariar sete mil dólares canadianos (4,7 mil euros) para depois adquirir alimentos para as crianças", esclareceu.

No Canadá desde 2010, Alessandra da Rocha é oradora motivacional e conselheira pessoal, tendo frequentado um curso de gestão de hotelaria no Centennial College em Toronto.

"Temos uma crise humanitária na Venezuela neste momento. Muitas das pessoas só podem ter uma refeição por dia porque não há alimentos suficientes disponíveis nos supermercados. Devido a isso as pessoas ficam desnutridas", explicou.

Alessandra da Rocha constatou com esta realidade em 2005, quando esteve de visita ao país.

O dinheiro recolhido será encaminhado para a aquisição de produtos alimentares num país vizinho da Venezuela.

Mas este é apenas o início, pois Alessandra da Rocha já pensa criar a sua própria organização sem fins lucrativos para ajudar as crianças que necessitam de apoio.

"Adoro trabalhar com crianças pois elas são o futuro da nossa humanidade. Se não tomarmos conta deles não teremos um bom futuro. Este é o início de um projeto de criar uma organização sem fins lucrativos para ajudar as crianças", concluiu.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS