Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
26º
MIN 21º MÁX 29º

Edição

Escolas de Óbidos aumentaram as refeições servidas no último ano letivo

Os refeitórios escolares do Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos aumentaram em cinco mil o número de refeições servidas aos alunos durante o ano letivo 2018/2019, divulgou hoje a câmara.

Escolas de Óbidos aumentaram as refeições servidas no último ano letivo

O "aumento de cinco mil refeições" servidas no último ano letivo resultou, segundo a câmara de Óbidos, "do investimento realizado nos refeitórios escolares do Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos".

O investimento incidiu na "certificação dos cozinheiros" e na criação de "uma estratégia que tem por base um programa de nutrição" para fomentar "a promoção da saúde e a prevenção da doença" através de uma alimentação mais saudável, explica a autarquia numa nota de imprensa.

Além do investimento na qualidade das refeições servidas aos alunos do agrupamento do concelho de Óbidos, no distrito de Leiria, foi "desenvolvido um trabalho diário quer em parceria com os responsáveis pelas cozinhas, quer com os alunos, onde se desmistificava o conceito da confeção da refeição".

No agrupamento, os alunos são convidados a "partilhar sugestões, quer no acompanhamento diário, quer através da realização dos inquéritos de satisfação alimentar realizados em todas as escolas, quer através de ações de sensibilização sobre as regras dos refeitórios escolares", referia mesma nota.

Outras das medidas implementadas passa pela presença nos refeitórios, durante as horas de refeição, "de uma nutricionista e uma técnica de nutrição, acompanhando os alunos, incentivando-os a almoçar ou, pelo menos numa primeira fase, a provar" as refeições servidas.

Os pais e encarregados de educação são também "convidados a almoçar na escola e a partilhar as suas opiniões", como forma de "melhorar este serviço".

Nas escolas de Óbidos foi ainda criada a "Brigada da Cantina", um grupo de alunos que visita as cozinhas com regularidade, participando na construção das ementas e na sensibilização dos colegas para a questão dos desperdícios alimentares.

"Havia muitos alunos que tiravam a senha e depois não iam almoçar", revelou a câmara, esclarecendo que "estas situações foram identificadas e hoje poucas se verificam", dado os alunos terem "percebido a mudança operada nos refeitórios e na qualidade das refeições.

A mudança, reportada pela agência Lusa em março deste ano, pôs a Secundária Josefa de Óbidos (sede do agrupamento) em contraciclo com a maioria das escolas do país.

Entre setembro de 2018 e janeiro de 2019 o refeitório da escola tinha já servido 18 mil almoços, refletindo um aumento de 20% nas refeições servidas aos 503 alunos.

Os dados fornecidos então pela câmara à agência Lusa, davam nota de um crescimento de 3.000 refeições, em relação ao mesmo período do ano letivo anterior.

A expectativa da autarquia, de aumentar o número de refeições servidas aos alunos, é agora dada como concretizada, com o aumento de cinco mil refeições no agrupamento que integra a secundária Josefa de Óbidos e os complexos escolares dos Arcos Furadouro e Alvito, totalizando cerca de 1.500 alunos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório