Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Protesto de hoje entre maiores manifestações de sempre pelo ambiente

O ativista e dirigente da Zero Francisco Ferreira considerou hoje que os protesto dos estudantes em greve climática estão entre "as maiores manifestações por uma causa ambiental de sempre em Portugal".

Protesto de hoje entre maiores manifestações de sempre pelo ambiente
Notícias ao Minuto

12:36 - 24/05/19 por Lusa

País Zero

Falando à agência Lusa entre milhares de jovens que se deslocaram da rotunda do Marquês de Pombal para a Assembleia da República, em Lisboa, o presidente da associação Zero afirmou que a dois dias das eleições europeias é "absolutamente fundamental" por na agenda dos políticos o clima, "de que se ouviu pouco falar durante a campanha eleitoral".

Francisco Ferreira defendeu que é preciso "garantir que em Portugal se trabalhe para uma lei do clima" e que na União Europeia se aumentem os níveis de ambição, antecipando a meta da neutralidade carbónica para 2040, em vez de 2050, como apontam a Comissão Europeia, o Parlamento Europeu e o governo português.

A Zero marcou presença na manifestação sem faixas nem cartazes "para não tirar o protagonismo" aos estudantes que compõem o grosso da manifestação.

O ambientalista considerou que o movimento da juventude pelo clima "veio para ficar de forma credível" e interpela cada cidadão e cada decisor para "a importância desta emergência climática".

O dirigente da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves Domingues Leitão, que, com outros ativistas seguia na cauda da manifestação, disse à Lusa que este movimento é "uma lufada de ar fresco e uma grande esperança", porque se vê "gente tão nova mobilizada pelo futuro".

Domingues Leitão destacou que estas preocupações ambientais têm de se refletir no voto nas eleições europeias do próximo domingo, caso contrário "não faz sentido".

"Além de vir criticar para as ruas, o mais importante é exigir nas urnas", porque depois das eleições "os eleitos têm de fazer alguma coisa do que prometeram", frisou.

Milhares de jovens de mais de uma centena de países, incluindo de meia centena de localidades de Portugal, fazem hoje greve às aulas para protestar contra a inação dos governos em relação às alterações climáticas.

A greve climática estudantil é inspirada na sueca Greta Thunberg, 16 anos, que no ano passado iniciou um boicote às aulas para exigir do parlamento da Suécia ações urgentes para travar as alterações climáticos, um protesto que rapidamente se replicou por todo o mundo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório