Meteorologia

  • 02 AGOSTO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Biden visitou Isabel II, que já reuniu com 13 presidentes americanos

Joe e Jill Biden estiveram este domingo no Palácio de Windsor, depois do final da cimeira do G7.

Rainha Isabel II -

Encontro de Rainha Isabel II e Harry Truman, em 1951.

O presidente norte-americano, Joe Biden, e a primeira-dama, Jill Biden, visitaram este domingo a Rainha Isabel II no Palácio de Windsor, num encontro que durou pouco mais de uma hora e que incluiu uma saudação da Guarda de Honra e uma audiência privada na residência de Berkshire.

Pode ver as imagens na fotogaleria acima.

No castelo de Windsor, a visita incluiu uma parada da guarda de honra real, a interpretação do hino dos Estados Unidos e o tradicional chá. Segundo a BBC, a audiência privada do casal Biden com a rainha durou cerca de quarenta minutos.

A visita ocorreu após o término da cimeira do G7, que decorreu em Carbis Bay, no sudoeste de Inglaterra. Joe e Jill Biden já se tinham encontrado com a monarca de 95 anos na sexta-feira, num evento de receção da cimeira.

A Rainha, que subiu ao trono em 1952, visitou os Estados Unidos pela primeira vez em 1951, tendo reunido, ainda como futura Rainha, com o presidente Harry S. Truman [ver na galeria].

Depois de Truman, Isabel viria a conhecer pessoalmente mais 13 presidentes norte-americanos, em funções ou não, ao longo dos seus 69 anos de reinado: Herbert Hoover (1957), Dwight D. Eisenhower (1957, 1959),  John F. Kennedy (1961), Richard Nixon (1969), Gerald Ford (1976), Jimmy Carter (1977), Ronald Reagan (1982), George H.W. Bush (1991), Bill Clinton (1994), George W. Bush (2003), Barack Obama (2009), Donald Trump (2019) e Joe Biden (2021). A única exceção foi Lyndon B. Johnson.

Leia Também: Biden considera que cimeira do G7 foi "colaborativa e produtiva"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório