Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

A polémica selfie do ministro Salvini quando Itália lamenta nova tragédia

O ministro do Interior publicou uma selfie no seu Twitter na qual surge sorridente em Veneza, numa altura em que várias pessoas já tinham morrido vítimas do mau tempo que assolou Itália.

A polémica selfie do ministro Salvini quando Itália lamenta nova tragédia
Notícias ao Minuto

17:25 - 05/11/18 por Fábio Nunes 

Mundo Redes Sociais

Depois da polémica que protagonizou em agosto na sequência da queda da ponte Morandi, em Génova, quando na noite da tragédia esteve presente numa festa do seu partido, Matteo Salvini volta a gerar controvérsia em Itália numa altura em que o país chora a morte de 29 pessoas vítimas do mau tempo que se abateu sobre território transalpino nos últimos dias.

Desta feita, o ministro do Interior e número dois do governo italiano, publicou uma selfie sua em Veneza neste sábado, depois da cidade ter sido afetada por cheias.

“Toda a proteção civil vai na direção de Belluno para visitar as zonas afetadas por deslizamentos e inundações para levar a primeira ajuda concreta do governo. Bom domingo amigos, quem pára está perdido”, escreveu Salvini. O texto surge acompanhado de um emoji a piscar o olho.

A fotografia segue o mesmo tom das palavras do ministro. Matteo Salvini surge sorridente e com uma das suas mãos de punho cerrado e polegar levantado.

Pouco antes, Salvini tinha publicado uma fotografia da praça de São Marcos. “Senhoras e senhores, San Marco!!!”, pode ler-se no tweet. Tudo isto quando o país já lamentava a morte de dez pessoas na Sícilia, vitimas das inundações. O número subiu depois para 12 mortos.

Foi a imagem de Salvini sorridente num barco em Veneza que gerou mais polémica, com várias pessoas a criticarem-no nas redes sociais. “Dez mortos e o primeiro pensamento de Salvini é a selfie para os fãs”, escreveu uma pessoa. “É uma tragédia não um passeio”, afirmou outro utilizador. “Não me lembro de ter visto bombeiros e voluntários da proteção civil a fazerem as mesmas selfies sorridentes no meio daquela confusão”, atirou outro.

O líder do partido de extrema-direita Liga do Norte não gostou das críticas e reagiu via Twitter. “Se vou criticam-me porque vou. Se não vou criticam-me porque não vou. Se estou triste não parece bem, se sorrio não parece bem. Sabem uma coisa caros críticos, professores e jornalistas de esquerda? Eu não me importo. Penso nos italianos e continuo a trabalhar”, sublinha Salvini.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório