Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Nove em 10 pessoas que pensam ser alérgicas à penicilina podem não o ser

Este é o resultado de um estudo apresentado no Texas.

Nove em 10 pessoas que pensam ser alérgicas à penicilina podem não o ser

Alexander Fleming descobriu a penicilina em 1928, quando percebeu que o fungo da penicilina era um potente antibacteriano. A partir dos anos 1940 começou a ser utilizado em massa e, hoje em dia, trata múltiplas infeções

De acordo com a publicação científica Medical News Today, 10% das pessoas nos Estados Unidos são alérgicas à penicilina, mas um estudo apresentado numa conferência científica em Houston, Texas, conclui que 9 em 10 não o são. No entanto, isso pode ser difícil de detetar nos registos médicos.

De facto, se um adulto ou criança já teve uma reação à penicilina, e um médico lhes disse que são alérgicos à mesma, é provável que essa informação ainda esteja nos seus registos médicos.

De acordo com os investigadores, 9 em cada 10 pessoas nos EUA que pensam que são alérgicas já superaram a alergia ou nunca chegaram sequer a ser alérgicas.

"O nosso estudo descobriu que dos 52 pacientes que testaram negativo para a alergia a penicilina e foram entrevistados, 98% já não são alérgicos à penicilina", diz o principal autor, Dr. Sonam Sani, alergologista e membro do American College of Alergia, Asma e Imunologia (ACAAI).

Os investigadores realizaram entrevistas de acompanhamento com as pessoas que obtiveram resultado negativo à alergia à penicilina e analisaram os seus registos médicos e farmacêuticos. Nesses registos, 29% ainda tinha a informação de alergia à penicilina no seu registo médico electrónico, e 24% nos seus registos farmacêuticos. Quatro pessoas continuam a relatar uma alergia à penicilina a novos profissionais de saúde, evitando o antibiótico.

O estudo salienta a importância de realizar testes esporádicos com alergologistas para confirmar o status da alergia. "Quando os pacientes testam negativo para alergia à penicilina, é preciso haver colaboração entre pacientes, médicos e farmacêuticos para garantir que os seus registos reflitam que é seguro tomar penicilina novamente", explica Dr. Sani.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório