Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Atenas quer acordo entre Alemanha e FMI sobre a dívida

A Grécia pediu hoje à Alemanha e ao Fundo Monetário Internacional para chegarem a um "compromisso" sobre o alívio da sua dívida pública, por ocasião da reunião anual do FMI em Washington.

Atenas quer acordo entre Alemanha e FMI sobre a dívida
Notícias ao Minuto

16:00 - 20/04/17 por Lusa

Economia Grécia

Atenas espera desta reunião, na qual participam na sexta-feira e no sábado os ministros das Finanças da zona euro, um "acordo sobre um quadro geral" de alívio a médio prazo da dívida pública grega, declarou aos jornalistas o porta-voz governamental, Dimitris Tzanakopoulos.

"É a vez do FMI e da Alemanha fazerem concessões para se encontrar um compromisso", acrescentou.

O FMI e a Alemanha estão desde há meses em divergência sobre a questão do alívio da dívida, uma promessa feita em troca dos esforços de austeridade pedidos aos gregos.

O FMI pede um alívio substancial da dívida para participar financeiramente no programa de assistência financeira à Grécia, enquanto a Alemanha remete a questão para depois das legislativas alemãs previstas para o outono e defende que a instituição liderada por Christine Lagarde deve contribuir para o empréstimo concedido a Atenas.

Segundo Tzanakopoulos, um acordo sobre a dívida permitiria que os ministros das Finanças da zona euro pudessem dar o aval na reunião de 22 de maio à continuação do programa de assistência.

Isso tornaria possível que fosse disponibilizada uma nova 'tranche' do empréstimo, o que permitira a Atenas fazer pagamentos da ordem dos 7 mil milhões de euros aos credores em julho e preparar o seu regresso aos mercados, previsto para depois de agosto de 2018.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório