Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 16º

Edição

"Não me atingiu. Atingiu a dignidade desta campanha", reage Costa

António Costa reagiu, esta quinta-feira, às mais recentes declarações de Rui Rio, que sugeriu que o primeiro-ministro tinha conhecimento dos detalhes de Tancos que foram recentemente divulgados.

"Não me atingiu. Atingiu a dignidade desta campanha", reage Costa

Rui Rio comentou, ao final da tarde desta quinta-feira, os desenvolvimentos do caso de Tancos, nomeadamente o alegado envolvimento de Azeredo  Lopes. O social-democrata diz ser "pouco crível" que o primeiro-ministro não tivesse conhecimento dos passos que foram dados pela Polícia Judiciária Militar. Costa reagiu e lançou farpas ao social-democrata. 

"O Dr. Rui Rio", acusou, "tinha a estrita obrigação de saber que respondi por escrito a todas as questões que a comissão parlamentar de inquérito colocou sobre este caso e que concluiu que nada me tinha a apontar". 

Aproveitou ainda o chefe de Governo para deixar um recado ao líder do principal partido da oposição: "Deveria também saber que ao longo destes dois anos a justiça não me colocou qualquer questão e, se tivesse alguma dúvida sobre o meu comportamento, tê-lo-ia feito".

Para além disso, acrescentou Costa, "não é aos 58 anos que lhe [a Rui Rio] reconheço autoridade para fazer julgamentos morais sobre a minha atitude política". E em segundo lugar, "ainda há dois dias ouvi o Dr. Rui Rio dizer que tinha como princípio fundamental não fazer julgamentos na praça púbica. Não mudo de princípios fundamentais de dois em dois dias. Há cinco anos que digo aquilo que sempre achei, ao que é da justiça, a justiça, ao que é da política, a política". 

O secretário-geral do PS não poupou críticas a Rio, que acusou ainda de "sacrificar aquilo que são princípios fundamentais da forma de estar na vida política, envergonha-se a si próprio em vez de atacar quem quer atingir. A mim o Dr. Rui Rio não me atingiu. Atingiu a dignidade desta campanha eleitoral e temo que tenha desiludido muitos que o viam como uma pessoa de princípios que não mudam de dois em dois dias"

Recorde-se que Rui Rio revelou que acredita que Azeredo Lopes terá comunicado os detalhes de Tancos que vieram a público a Costa. Mesmo que não o tenha feito, considera o social-democrata que a situação continua a ser grave. 

Esta quinta-feira foi apresentada a acusação deduzida pelo Ministério Público no caso do furto e da recuperação das armas do paiol de Tancos aos 23 arguidos, entre eles consta o ex-ministro da Defesa do Governo de Costa. Azeredo Lopes é acusado de quatro crimes: denegação de justiça e prevaricação, favorecimento pessoal praticado por funcionário, abuso de poder e denegação de justiça.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório