Meteorologia

  • 18 DEZEMBRO 2017
Tempo
MIN 8º MÁX 10º

Edição

Diretor da Segurança Social afirma que foi alvo de "saneamento político"

O diretor do Centro Distrital de Santarém da Segurança Social disse à Lusa que a cessação da sua comissão de serviços, confirmada quinta-feira em despacho do Governo, não é mais do que um "saneamento político".

Diretor da Segurança Social afirma que foi alvo de "saneamento político"
Notícias ao Minuto

06:28 - 08/12/17 por Lusa

País Santarém

Tiago Leite, que se despediu publicamente das funções que desempenha há seis anos durante uma gala que encerrou quinta-feira à noite a semana de comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, declarou à Lusa ser "esquizofrénico" que o Governo tenha mantido a Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP, criada pelo executivo PSD/CDS), mas não respeite as suas decisões.

Dirigente nacional do CDS-PP, Tiago Leite ocupava o cargo desde 14 de dezembro de 2011, tendo sido nomeado por cinco anos, por concurso ao abrigo da CRESAP, em 21 de novembro de 2014, contrato que findaria em 20 de novembro de 2019.

Segundo disse à Lusa, foi-lhe proposto o pagamento de uma indemnização de um ano de remunerações.

A cessação da sua comissão de serviços, a par da dos diretores dos centros distritais de Évora e de Beja e da diretora adjunta de Segurança Social do Centro Nacional de Pensões, foi justificada com a necessidade de "imprimir uma nova orientação à gestão dos serviços", como relatou à Lusa fonte do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Para Tiago Leite, este argumento não é mais do que um "saneamento político", pois, "em momento algum existiu qualquer orientação" que não tivesse posto em prática.

Declarando-se de "consciência tranquila" e com a sensação de "dever cumprido", Tiago Leite afirmou que a sua exoneração acontece depois de "várias auditorias" aos serviços e "meses" de um "processo de inquérito" à procura de um motivo para rescisão com justa causa.

"Não encontraram nada, o que prova a correção com que exerci as minhas funções. Não havendo justa causa, foi preciso encontrar uma desculpa", declarou, salientando que sai num "momento alto".

A sua despedida aconteceu no dia em que se discutiram, no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, questões relacionadas com a deficiência, com "ampla participação" de cidadãos portadores de deficiência, que prestaram testemunho "na primeira pessoa", de cuidadores e de técnicos, culminando uma semana que envolveu agrupamentos de escolas e instituições em atividades que promoveram a inclusão.

Segundo o semanário regional O Mirante, Tiago Leite deverá ser substituído pelo militante socialista Renato Possante Bento, licenciado em Gestão e atual diretor do Centro de Emprego e Formação Profissional de Santarém.

A fonte do Ministério contactada pela Lusa afirmou que "estas cessações de comissões de serviços prendem-se com a necessidade de imprimir uma nova orientação à gestão dos serviços que passa por conferir uma nova dinâmica à prossecução das prioridades e objetivos delineados para a área da Segurança Social".

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório