Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

AO MINUTO: Norte e Alentejo preocupam. N.º de casos desce no Brasil

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Norte e Alentejo preocupam. N.º de casos desce no Brasil

Portugal registou esta sexta-feira 14 mortes atribuídas à Covid-19, 2.595 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2. Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.344 pessoas e foram registados 966.041 casos de infeção.

Hoje, os internamentos em enfermaria e em UCI desceram pela primeira vez em seis dias. Estão internadas 924 pessoas com Covid-19, menos 30 em relação a quinta-feira, 199 das quais em cuidados intensivos, menos nove nas últimas 24 horas.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de sábado. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: [email protected]

23h50 - Morreram 57 pessoas com vacinação completa desde janeiro, mas risco de morte é três a seis vezes menor. De acordo com informação fornecida pela DGS ao jornal Público, morreram 57 pessoas de Covid-19 que já estavam com imunização completa, desde janeiro até julho. Nenhuma abaixo dos 50 anos. O jornal avança, ainda, que a inoculação reduz o risco de morte pela doença entre três a seis vezes.

23h36 - Sem vacina e na UCI, mulher lamenta decisão: "Estou furiosa comigo mesma". "O facto de estar aqui... estou furiosa comigo mesma, porque não me vacinei", disse Aimee Matzen, à CNN, a partir da sua cama de hospital, em Baton Rouge, no estado do Louisiana. A norte-americana revela claras dificuldades em respirar, causadas pela infeção por Covid-19.

22h51 - Pandemia com "tendência estável a decrescente", Norte e Alentejo exceções. O relatório  de monitorização das 'Linhas Vermelhas' para a Covid-19, divulgado esta sexta-feira, sintetiza que a análise dos diferentes indicadores revela "uma atividade epidémica de SARS-CoV-2 de elevada intensidade e tendência estável a decrescente a nível nacional, observando-se, no entanto, uma atividade epidémica crescente na região Norte e Alentejo".

Concretamente, o valor do R(t) - transmissibilidade - apresenta valores inferiores a 1, "indicando uma tendência decrescente da incidência de infeções por SARS-CoV-2, a nível nacional (0,98) e na maioria das regiões do continente", pode ler-se no documento.  No entanto, nas regiões Norte e Alentejo, o R(t) ainda se mantém acima de 1, "mantendo a tendência crescente nestas duas regiões".

22h18 - Número de óbitos e de casos desce no Brasil no último dia. As autoridades de Saúde brasileiras reportam, esta sexta-feira, mais 40.904 casos de infeção por novo coronavírus, uma descida em relação ao dia anterior (42.283). São ainda confirmadas mais 963 mortes associadas à doença, também uma descida em relação à véspera (1.318).

21h49 - Angola soma cinco mortes e 160 novos casos nas últimas 24 horas. Angola registou cinco óbitos associados à Covid-19 e 160 novos casos nas últimas 24 horas, anunciaram hoje as autoridades angolanas, precisando que as novas infeções atingem pessoas com idades compreendidas entre os dois meses e os 91 anos.

20h55 - França regista 24.309 novas infeções e mais 60 mortes. País acumula 6.103.548 infeções e 111.855 mortes relacionadas com a Covid-19 desde o início da pandemia. Mais de 41 milhões de cidadãos em França já receberam pelo menos uma dose da vacina.

20h41 - Espaços do Porto dizem que abertura dos bares é um "primeiro passo". As Associações Bares da Movida do Porto e da Zona Histórica afirmaram hoje que a possibilidade de os bares funcionarem, a partir de domingo, com as mesmas regras dos restaurantes é "um primeiro passo" na reabertura do setor.

20h31 - Vacinação em crianças sem previsão "para já" nos Açores. O secretário da Saúde do Governo dos Açores, Clélio Meneses, disse hoje que a vacinação contra a Covid-19 em crianças entre os 12 e os 15 anos com comorbilidades não está prevista "para já" na região.

20h28 - Decisão sobre vacinação dos 12 aos 15 anos sem "componente política". A diretora-geral da Saúde recusou hoje qualquer "componente política" na decisão de esperar por mais dados científicos antes de recomendar ou não a vacinação contra a Covid-19 dos adolescentes entre os 12 e os 15 anos. Em conferência de imprensa na sede da Direção-Geral da Saúde (DGS), em Lisboa, questionada se a decisão de, para já, apenas recomendar a vacinação nesta faixa etária para as crianças e jovens com comorbilidades, teria alguma "componente política" que procurasse refrear uma vontade, nomeadamente do primeiro-ministro, de querer avançar com a vacinação universal, Graça Freitas disse que a "questão não se coloca de todo".

20h00 - Madeira regista 27 novos casos e 25 recuperações. A Madeira registou 27 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas e 25 recuperações, indicou hoje a Direção Regional da Saúde (DRS), assinalando que o total de infeções ativas no arquipélago é agora de 243.

19h43 - Espanha reporta 24.753 contágios e 44 óbitos no último dia. O Ministério da Saúde espanhol reporta, esta sexta-feira, um acréscimo de 24.753 casos de contágio ao balanço total, uma descida em relação à véspera (26.689). O número total de casos de pessoas com diagnóstico positivo confirmado pelo teste PCR é agora de 4.447.044 desde o início da pandemia em Espanha. As autoridades sanitárias registaram, ainda, a morte de 44 pessoas nas últimas 24 horas, segundo o reportado pelas comunidades, um número inferior ao dia anterior (46). 

19h37 - Siza Vieira. Apoios sociais vão ser "descontinuados" com a retoma. O ministro da Economia afirmou hoje que, face à retoma económica, os apoios sociais vão ser descontinuados e fez um "balanço positivo" da utilização dos fundos europeus pelas empresas para enfrentar a crise.

18h29 - Cabo Verde: Discotecas abrem em 1 de outubro para pessoas com certificado. Os clientes dos restaurantes em Cabo Verde vão ser obrigados, a partir de setembro, a apresentar um 'Certificado Covid', instituído hoje, o mesmo acontecendo, entre outros espaços, nas discotecas, que reabrem em 1 de outubro.

18h27 - GNR acaba com festa que juntava 400 pessoas em zona erma de Vilamoura. O Comando Territorial de Faro, dispersou cerca de 600 pessoas, em duas ações distintas, que desrespeitavam as medidas vigentes para a contenção da pandemia, no concelho de Albufeira e de Loulé.

17h50 - Vacina entre 12 e 15 anos só com comorbilidades. DGS diz que precisa de mais dados para recomendar vacinação universal dos jovens entre os 12 e 15 anos e que, para já, só será aberta a jovens com comorbilidades.

17h43 - Desconfinamento nos Açores "mais avançado" do que no resto do país. O presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, garantiu hoje que o plano de desconfinamento no âmbito da pandemia da Covid-19 está "mais avançado" nesta região autónoma do que nos resto do país.

17h30 - Task force subscreve divulgação da vacinação nos internamentos e óbitos. A sugestão apresentada pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, de se divulgar os dados da vacinação nos internamentos e óbitos por Covid-19 "é muito sensata", defendeu hoje o coordenador da 'task force' do plano de vacinação. "Acho que é uma sugestão muito sensata, no sentido em que não há nada como informar a população. Nós não temos de esconder nada, temos de informar a população, porque a população não pode ser infantilizada. A população sabe decidir. As pessoas sabem decidir e, se tiverem boa informação, irão decidir da melhor forma possível", referiu.

17h23 - Desemprego? Apoios "foram essenciais para amortecer subida descontrolada". Contas feitas, e divulgadas esta sexta-feira pelo Governo, indicam que os apoios ao emprego "já permitiram recuperar 56 mil desempregados" e colocaram a "população empregada em máximos históricos".

17h11 - Itália notifica mais 6.619 casos, taxa de positividade mantém-se. As autoridades de Saúde italianas notificaram, esta sexta-feira, o registo de mais 6.619 novos casos de infeção por novo coronavírus, uma subida em relação ao dia anterior (6.171). As autoridades reportam, ainda, mais 18 óbitos referentes às últimas 24 horas, uma descida em relação à véspera (18). No que diz respeito à taxa de positividade, esta manteve-se em 2,7%, ou seja, por cada 100 testes realizados mais de dois são positivos.

17h03 - OMS estima mais de 200 milhões de infeções nas próximas duas semanas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou hoje que o número de infeções com o novo coronavírus SARS-CoV-2 ultrapasse no mundo 200 milhões nas próximas duas semanas, alertando para a necessidade de uma "vigilância mais forte".

16h48 - Jovens vacinados antes do ano letivo só "encurtando prazo entre doses". O coordenador da 'task force' de vacinação contra a Covid-19 afirmou hoje que o cumprimento do calendário para vacinar os jovens antes do início do ano letivo só é possível com a redução do intervalo entre doses. "Para concretizar o plano que está desenhado para que os jovens comecem o ano letivo já com a segunda dose, preciso de encurtar o prazo entre doses", disse o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo aos jornalistas, reiterando que a medida pedida à Direção-Geral da Saúde (DGS) - e declarada pelo próprio na reunião de peritos na terça-feira no Infarmed - "faz todo o sentido" nesta fase do processo.

16h45 - Reino Unido com mais 29 mil casos após estudo negar descida de contágios. As autoridades de Saúde britânicas notificaram, esta sexta-feira, mais 29.622 casos de contágio confirmados, uma descida em relação ao dia anterior (31.117), confirmando a tendência avançada pelo Departamento de Saúde e de Assistência Social, que detalha que o número de novos casos desceu 36,1% na última semana, comparativamente aos sete dias anteriores.

16h31 - EMA aprovou aumento de capacidade de produção da vacina da Moderna. A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou, esta sexta-feira, ter autorizado um aumento da capacidade de produção das substâncias ativas usadas para a produção da vacina da Moderna, chamada agora Spikevax, nas instalações dos Estados Unidos.

16h20 - Pena de prisão para francesa que falsificou certificados de vacinação. Um tribunal francês condenou na quinta-feira uma funcionária da segurança social a 18 meses de prisão, dos quais terá de cumprir 12, por ter gerado 200 códigos QR falsos para os vender como certificados de vacinação da Covid-19.

16h02 - Bastonário dos Médicos diz que é um "erro" abdicar da matriz de risco. O bastonário da Ordem dos Médicos considerou hoje um "erro" a decisão do Governo de deixar de associar a evolução na matriz de risco de monitorização da Covid-19 às medidas a tomar para o combate à pandemia.

16h01 - Estudo contraria queda de casos diários no Reino Unido. A pandemia de Covid-19 continuou a agravar-se no Reino Unido na passada semana, segundo o Instituto Nacional de Estatística britânico, que revelou hoje números que contrariam a queda de casos diários das autoridades de saúde.

15h45 - Variante Delta tão contagiosa como varicela, diz relatório do CDC. Um relatório interno do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (US Centers for Disease Control and Prevention, CDC) traça um perfil da variante Delta mais sério do que o usualmente discutido. No documento, acedido pelo New York Times, a variante Delta é descrita como mais transmissível do que os vírus causadores da MERS, SARS, Ébola, constipação, gripe sazonal e varíola. É tão contagiosa como a varicela, acresce o relatório.

15h34 - "Queremos acelerar e não temos acelerador para o fazer". O vice-almirante Gouveia e Melo explicou, esta sexta-feira, que a reserva estratégica de vacinas contra a Covid-19 foi usada "no momento certo, acelerámos ao máximo a vacinação num momento e isso causou outros problemas". Exemplo disso é o facto de "agora querermos acelerar e não termos acelerador para o fazer". 

15h15 - Hungria ameaça despedir trabalhadores que não se vacinem até setembro. O governo da Hungria impôs, por decerto, a vacinação obrigatória contra o Covid-19 aos trabalhadores da saúde, incluindo o setor de fornecimento de medicamentos, com a ameaça de despedimento caso não recebam a primeira dose até 1 de setembro. A medida abrange as pessoas que trabalham em hospitais, ambulâncias, lares de terceira idade, centros de proteção infantil e de assistência sanitária ao exército e polícia, indicou a agência noticiosa magiar MTI.

15h02 - Concelhos mais críticos situam-se no Algarve. Sines é o concelho onde a incidência é mais elevada, com 1.364 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Seguem-se Portimão (1.183) e Albufeira (1.100).

15h01 - Há mais 14 mortos em dia com 2.595 novos casos de Covid-19. Esta sexta-feira, Portugal regista mais 14 vítimas mortais e 2.595 contágios, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Estes atualização faz com que o país totalize, desde março do ano passado, 17.344 óbitos e 966.041 contágios.

Já a taxa de incidência, desceu a nível nacional (de 428,3 casos por 100 mil habitantes para 419,2) e mantém-se no Continente (439,3 casos de infeção por 100 mil habitantes). 

15h00 - Iniciámos um novo registo. Para conferir as atualizações da manhã clique aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Portugal fora do vermelho. 'Ok' a maior produção da Moderna

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório