Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Turquia diz que não dá nem mais um minuto ao cessar-fogo com curdos

O Governo da Turquia avisou hoje que não prolongará, nem por mais um minuto, o cessar-fogo de 120 horas acordado com os EUA, que termina terça-feira, para que as milícias curdas se retirem do nordeste da Síria.

Turquia diz que não dá nem mais um minuto ao cessar-fogo com curdos
Notícias ao Minuto

13:05 - 21/10/19 por Lusa

Mundo Síria

O Ministério da Defesa turco anunciou, numa declaração escrita, que a trégua negociada com os norte-americanos terminará às 19h00 GMT (mesma hora em Portugal continental) de terça-feira e que se houver algum miliciano no terreno, um minuto depois, "será abatido por uma operação militar".

O Governo turco acusa as milícias curdas das Unidades de Proteção do Povo (YPG), que considera serem grupos terroristas e contra as quais lançou uma ofensiva em solo sírio em 09 de outubro, de terem violado o cessar-fogo por 36 vezes, desde que se iniciou na quinta-feira passada.

O Ministério da Defesa diz que as alegadas violações tiveram uma resposta "com fogo, de acordo com o conceito de legítima defesa", acrescentando que não foi colocado nenhum obstáculo à retirada das milícias curdas.

As autoridades turcas estimam que, no território sírio adjacente à fronteira turca entre o leste do rio Eufrates e a fronteira com o Iraque, com uma área de 30 quilómetros de largura e 480 de comprimento, e que Ancara aspira controlar, havia entre 10.000 e 15.000 combatentes das milícias curdas.

"Cerca de 125 veículos deixaram a área, mas não é possível determinar quantos (milicianos) estavam lá dentro", observa a nota hoje divulgada pelo Ministério da Defesa.

O Governo turco chama a atenção dos Estados Unidos, que até agora eram aliados dos curdos na luta contra o Estado islâmico jihadista, para o facto de parte do acordo de cessar-fogo incluir o desarmamento das milícias.

Ancara diz que os Estados Unidos ficaram responsáveis por "recuperar armas pesadas" e que estão a "coordenar esforços" com os norte-americanos para levar essa tarefa a cabo.

Na terça-feira, dia em que a trégua de 120 horas acordada com Washington termina, o Presidente turco, Recep Erdogan, será recebido pelo homólogo russo, Vladimir Putin, na cidade russa de Sochi, onde discutirão a situação no nordeste da Síria.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório