Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Fluxo migratório irregular recuou no acumulado desde janeiro

O fluxo migratório ilegal para a União Europeia (UE) aumentou 14% em setembro para mais de 17.200 pessoas, face a agosto, nas principais rotas, divulgou hoje a Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (Frontex).

Fluxo migratório irregular recuou no acumulado desde janeiro

A Frontex salientou ainda que, apesar dos aumentos verificados nos últimos meses, o acumulado de janeiro a setembro mostra um recuo de cerca de 19%, para cerca de 88.200 migrantes. face aos primeiros nove meses de 2018.

A subida de setembro é explicada com um aumento de tentativas de entrada na UE na rota do Mediterrâneo Oriental, nomeadamente nas ilhas gregas localizadas no mar Egeu.

Nesta rota foram detetados dois em cada três migrantes que tentavam entrar ilegalmente na UE, com um registo de mais 16% de deteções, num total de mais de 11.500.

Nos três primeiros trimestres de 2019 o número de deteções no Mediterrâneo Oriental avançou 22% face ao período homólogo de 2018, para as 50.568.

Na rota do Mediterrâneo Ocidental, com Espanha como fronteira, foram detetadas mais 12% de tentativas de entrada irregular, num total de cerca de 2.400, face a agosto

No acumulado de janeiro a setembro, foram identificadas 17.798 pessoas, um recuo para quase metade face ao período homólogo.

Na rota do Mediterrâneo Central -- rumo a Itália -- a taxa de deteções subiu 16% de agosto para setembro totalizando 2.280 pessoas, mas comparando com os números desde janeiro, foram identificadas 9.695 pessoas, um recuo homólogo de cerca de 50%.

Já no percurso dos Balcãs Ocidentais foram detetadas mais 450 tentativas de entrada ilegal, não avançado a Frontex com dados face a agosto.

Nos primeiros nove meses do ano houve um total de 7.329 deteções, uma subida de 80% face ao mesmo período de 2018.

A Frontex destaca que a mesma pessoa pode ser identificada em diferentes tentativas de entrada.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório