Meteorologia

  • 24 MAIO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

As mais lidas de 2018: Histórias marcantes que o Mundo nos contou

Na escolha de critério para um balanço anual, o leitor será sempre aquele quem mais ordena. Assim sendo, o Notícias ao Minuto deixa aqui uma seleção das notícias mais lidas na secção de Mundo, de janeiro a dezembro do ano que agora finda.

As mais lidas de 2018: Histórias marcantes que o Mundo nos contou

Ao contrário de 2017, onde o destaque esteve na política, com a tomada de posse de Donald Trump, a pretensão independentista da Catalunha ou a vitória de Emmanuel Macron nas eleições francesas, este ano de 2018 ficou marcado por crimes familiares e histórias com elevada vertente de interesse humano, como o caso Turpin, nos Estados Unidos, o caso Gabriel, em Espanha, ou o caso dos ‘Javalis Selvagens’, na Tailândia.

A história em torno de David e Louise Turpin foi, precisamente, uma das principais notícias de janeiro. O casal, a morar em Perris, na Califórnia, manteve 13 crianças em cativeiro durante vários anos. Uma delas conseguiu fugir, a 14 de janeiro, e chamar a polícia.

As crianças – termo adotado para todos, embora sete deles fossem maiores de idade – eram vítimas de agressões e torturas, num caso que as autoridades defendem ter “circunstâncias extraordinárias”. Tanto o pai como a mãe estão presos e o julgamento deverá começar em setembro de 2019.

Notícias ao MinutoCasa da família Turpin, na Califórnia, rodeada pela imprensa© Reuters

Passaria pouco mais de um mês para ser descoberto um novo caso do género. Um casal de Tucson, no Arizona, trancava os quatro filhos adotivos nos quartos e deixava-os sem comer nem beber durante horas. Benito e Carol Gutierrez também foram detidos depois de uma das crianças conseguir fugir de casa.

Em Espanha, foi também uma criança a dominar as notícias durante o final de fevereiro e o início de março. O caso trágico de Gabriel Cruz, um menino de oito anos, morto pela madrasta por motivos passionais, emocionou o país vizinho.

Notícias ao MinutoPais de Gabriel Cruz no enterro da criança, em Almería© Alberto Di Lolli/El Mundo

As mortes precoces do DJ sueco Avicii, em abril, e do chef americano Anthony Bourdain, em junho, foram recebidas com grande choque e trouxeram o tema da saúde mental novamente à pauta mediática. Um relatório colocou Portugal como o quinto país da União Europeia com mais casos de doenças mentais, sendo as mais comuns depressão e a ansiedade.

Entre junho e julho, 12 meninos e um treinador foram motivo para manter os olhos postos na Tailândia, numa história com um final feliz. A equipa de futebol ‘Javalis Selvagens’ ficou presa numa gruta, em Chiang Rai, durante uma monção, e ao longo de quase três semanas não foram poupados esforços para o seu salvamento. A sinergia entre autoridades locais e ajuda internacional foi inédita e o resultado foi positivo, considerando as condições adversas e lamentando a morte de um mergulhador.

Notícias ao MinutoAs primeiras imagens dos meninos resgatados na Tailândia, no hospital© Twitter

Setembro começou com uma nova polémica. #BoycottNike foi a hashtag que começou a circular nas redes sociais após a escolha de Colin Kaepernick como rosto da nova campanha da marca desportiva. A decisão não agradou a muitos dos conservadores dos Estados Unidos, que começaram a partilhar registos a queimar ténis e outros artigos como forma de protesto. Recorde-se que o jogador de futebol americano está afastado dos campos desde que se tornou no rosto de uma campanha silenciosa contra a violência policial racista nos Estados Unidos, ao ajoelhar-se durante o hino nacional antes de cada jogo.

A eleição de Jair Bolsonaro, no final de outubro, como o novo presidente do Brasil foi, talvez, o tema mais marcante da política internacional, com estreita ligação a Portugal, o seu maior colégio eleitoral europeu. As notícias que se seguiram à sua vitória, como a eleição do deputado federal Alexandre Frota, foram acompanhadas atentamente em Portugal.

Notícias ao MinutoJair Bolsonaro, candidato do Partido Social Liberal (PSL), venceu com uma diferença de 11 milhões de eleitores© Reuters

Ao entrar em novembro já se começou a sentir o espírito natalício, pois a notícia que marcou o mês foi sobre um anúncio de Natal amador que conquistou o Reino Unido e que foi feito com recurso a apenas 50 euros. O vídeo já tinha sido produzido em 2014, mas foi repartilhado pelo realizador e pôs o mundo com uma lágrima no olho.

Na reta do final do ano, um atentado em solo europeu. Um tiroteio num mercado de Natal em Estrasburgo, no dia 11 de dezembro, resultou num balanço final de cinco mortos e onze feridos. O suspeito, Chérif Chekatt, de 29 anos, acabou por ser abatido pela polícia dois dias depois.

Notícias ao MinutoSuspeito do ataque ao mercado de Natal em Estrasburgo© D.R.

Estes são apenas os temas mais desenvolvidos no site. Em 2018, sublinhe-se, foram publicadas mais de 130 mil notícias pelo Notícias ao Minuto, sendo que cerca de 30 mil foram publicadas na categoria Internacional.

Eis a lista das notícias de Mundo em que o leitor mais clicou:

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório