Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 13º

Edição

Onda de demissões no Reino Unido continua... mais outra (e já vão sete)

O número de demissões na sequência do acordo para o Brexit chega assim às sete. Primeira-ministra britânica, Theresa May enfatiza: "Este não é o acordo final. É um rascunho".

Onda de demissões no Reino Unido continua... mais outra (e já vão sete)
Notícias ao Minuto

12:50 - 15/11/18 por Sara Gouveia 

Mundo Reino Unido

Perante a onda de demissões que se instalou no Reino Unido após o acordo para o Brexit, segue-se agora mais outra, Rehaman Chishti, o vice-presidente do partido Conservador, partido a que pertence Theresa May.

Esta é assim a sétima demissão desta quinta-feira, depois de pelo caminho já terem ficado também o secretário de Estado da Justiça, Ranil Jayawardena, a ministra 'júnior' para o Brexit, Suella Braverman, e uma secretária parlamentar para a Educação, Anne-Marie Trevelyan, um cargo que faz a ligação entre o ministério da Educação e a Câmara dos Comuns, terem também entregue a carta de demissão.

Os anúncios foram feitos praticamente em simultâneo, através da rede social Twitter.

"Não consigo concordar, no dia de hoje, que o acordo à nossa frente agora é certo para o nosso país. Não dá um Brexit bom e justo", pode ler-se na publicação de Ranil Jayawardena.

"É com grande tristeza e depois de muita reflexão que entreguei a minha carta de demissão como ministra do Brexit", escreveu Suella Braverman.

Até agora apresentaram esta quinta-feira a carta de missão a Theresa May, o ministro de Estado para a Irlanda do Norte, Shailesh Vara, o ministro para o Brexit, Dominic Raab, e a ministra do Trabalho e das Pensões, Esther McVey.

Entretanto, a primeira-ministra britânica foi recebida com gritos de demissão, reagindo: "Este não é o acordo final. É um rascunho".

Recorde-se que esta quarta-feira foi anunciada uma cimeira extraordinária, em Bruxelas, apontada para 25 de novembro, para assinar o acordo da saída do Reino Unido da União Europeia. Donald Tusk confirmou esta quinta-feira que essa é a data prevista para o Conselho Europeu extraordinário.

[Notícia atualizada às 12h50]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório