Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Ministro congratula-se com "sobrevivência" da antiga fábrica da Triumph

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, congratulou-se hoje com o facto da antiga fábrica de roupa interior da Triumph continuar a laborar em Portugal e manter os cerca de 500 postos de trabalho.

Ministro congratula-se com "sobrevivência" da antiga fábrica da Triumph
Notícias ao Minuto

18:22 - 04/01/17 por Lusa

Economia Caldeira Cabral

A empresa alemã Triumph possuía uma fábrica em Sacavém, concelho de Loures, que foi adquirida em setembro pela empresa Têxtil Gramax Internacional (TGI), uma sociedade portuguesa de capital suíço.

O processo de venda, que decorreu durante um ano, chegou a ser muito contestado pelos cerca de 500 trabalhadores, assim como pela Câmara Municipal de Loures, que temiam que a fábrica encerrasse definitivamente.

Esta tarde, durante uma visita à fábrica, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, foi informado pela atual administração da TGI do plano de negócios, que prevê a "diversificação do portefólio de produção" assim como a "expansão a novos mercados de exportação".

"Há um ano as notícias sobre esta empresa eram outras. Existia um perigo real desta unidade encerrar. Nunca nos resignamos e procuramos sempre arranjar uma alternativa para salvar os postos de trabalho e dar um futuro aos trabalhadores", afirmou o ministro aos jornalistas, no final da visita à fábrica.

Nesse sentido, o governante manifestou-se satisfeito com o facto da administração da TGI estar a investir na formação de novos trabalhadores: "Decidiram investir porque encontraram um projeto interessante e com futuro. São excelentes notícias para a economia portuguesa", sublinhou.

Presente na visita esteve também o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (CDU), que destacou o papel que a autarquia teve para "salvar a fábrica da Triumph".

"Foi um longo processo de incerteza mas a Câmara de Loures sempre se empenhou para que a fábrica não fechasse. Foi muito importante dar visibilidade a este problema", afirmou o autarca.

Numa entrevista à agência Lusa, o diretor executivo da TGI, Manuel Pereira, destacou o facto daquela unidade fabril ser atualmente o maior empregador do concelho de Loures, contando com um volume de negócios anual de 20 milhões de euros.

O responsável explicou que a fábrica de Loures passou a contemplar todo o processo de produção das roupas, nomeadamente o 'design' das peças e das coleções e trabalha com outros clientes nacionais e internacionais.

Relativamente a 2017, o diretor executivo da TGI referiu que a produção da fábrica de Loures terá como destino, entre outros, os mercados da Alemanha, Áustria, Espanha, Estados Unidos da América, Holanda, França e Portugal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório