Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

UTAD identifica sete percursos pedestres no Douro

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) identificou sete percursos pedestres em Armamar, Lamego e Santa Marta de Penaguião, no âmbito do projeto transfronteiriço 'Flumen Durius' que visa promover o turismo em torno do rio Douro.

UTAD identifica sete percursos pedestres no Douro
Notícias ao Minuto

17:58 - 12/11/19 por Lusa

Economia Douro

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) identificou sete percursos pedestres em Armamar, Lamego e Santa Marta de Penaguião, no âmbito do projeto transfronteiriço 'Flumen Durius' que visa promover o turismo em torno do rio Douro.

O trabalho, segundo anunciou hoje a academia localizada em Vila Real, envolveu um grupo de nove docentes e investigadores que identificaram sete percursos pedestres na região do Baixo Corgo e desenvolveram uma aplicação informática que disponibiliza informações sobre estes trajetos.

A caracterização, avaliação e classificação foi feita com base em critérios que visam dar a conhecer os percurso e realçar as vantagens aos níveis da atividade física, saúde e segurança, geologia, biodiversidade, património e paisagem.

"A sinergia criada entre áreas tão diversificadas visa fomentar boas práticas de atividade física e divulgar o património da Região Demarcada do Douro e foram já alvo de um livro e de uma aplicação informática", afirmou Helena Moreira, investigadora da UTAD.

A responsável explicou à agência Lusa que a equipa pegou em "percursos que já estavam definidos no terreno por parte das três autarquias" e "acrescentou informação" para tornar os trajetos "mais atrativos" para os pedestrianistas e para que, ao mesmo tempo, sejam um contributo para a "divulgação dos produtos endógenos e para atrair investimento para os próprios territórios".

O 'Flumen Durius' (rio Douro em latim) tem como objetivos promover o turismo transfronteiriço e divulgar o património natural e cultural da região, utilizando o rio Douro como elemento agregador do território.

Na quarta-feira, a UTAD acolhe as jornadas de difusão deste projeto transfronteiriço, onde serão apresentados os percursos e explicados os objetivos e as metodologias aplicadas para a sua caracterização.

O 'Flumen Durius' dispõe de 1,8 milhões de euros, financiados em 75% por fundos da União Europeia através do programa de cooperação transfronteiriça INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, e está em desenvolvimento desde 2017.

São parceiros no projeto o município de Miranda do Douro, o Ajuntamento do Zamora (Espanha), a UTAD, a AIMRD, a Agrupación Empresarial Innovadora para la Construcción Eficiente e a Fundación Santa María La Real del Patrimonio Histórico.

O Douro é o rio mais importante do noroeste da Península Ibérica, com um total de 897 quilómetros de extensão, 572 dos quais em território espanhol e 213 navegáveis por terras portuguesas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório