Meteorologia

  • 20 ABRIL 2019
Tempo
23º
MIN 22º MÁX 24º

Edição

EDP venderá mais de 2 mil milhões em ativos em Portugal e Espanha

A EDP pretende encaixar mais de 2.000 milhões de euros nos próximos 18 meses com a venda de ativos em regime de mercado e centrais térmicas localizados, sobretudo, na Península Ibérica, anunciou hoje o presidente António Mexia.

EDP venderá mais de 2 mil milhões em ativos em Portugal e Espanha
Notícias ao Minuto

10:39 - 12/03/19 por Lusa

Economia António Mexia

No plano estratégico da EDP 2019-22, apresentado hoje aos investidores e analistas em Londres, a empresa refere a intenção de encaixar mais de 2.000 milhões de euros com a venda de negócios não estratégicos para o grupo, identificando sobretudo ativos em regime de mercado e centrais térmicas em Portugal e Espanha.

Esta alienação de ativos deverá ser concretizada "nos próximos 12 a 18 meses", indica o documento divulgado hoje ao mercado, que prevê ainda um investimento total de 12.000 milhões de euros nos próximos quatro anos, que deverá ser destinado essencialmente ao reforço da produção renovável.

Deste montante, a EDP pretende destinar 2.000 milhões à redução da dívida - que no final de 2018 totalizava 13.500 milhões de euros - e outros 3.000 milhões à remuneração dos acionistas.

Além disso, a EDP propõe-se a acelerar o modelo de rotação de ativos, estratégia que tem vindo a concretizar nos últimos anos, e que permitirá um encaixe de 4.000 milhões de euros.

Na apresentação aos analistas, António Mexia referiu que "a EDP está numa boa posição para capitalizar a transição energética", referindo a meta de ter 90% de produção renovável em 2030, valor que compara com 66% em 2018.

A EDP anunciou hoje que pretende investir 2.900 milhões de euros por ano até 2022, o que representa um reforço de cerca de 60% face ao plano de investimento anterior.

De acordo ao plano estratégico enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa refere 75% do investimento previsto para os próximos quatros anos será em energias renováveis.

Os Estados Unidos serão o principal destino do investimento (40%), seguido pela Europa (35%) e Brasil (25%).

No último quadro de investimento (2016-2010), a EDP estimou um investimento médio anual de 1.800 milhões de euros, que deverá subir para 2.900 milhões, segundo o plano que está a ser apresentado aos investidores e analistas, em Londres.

Na segunda-feira, a EDP divulgou os resultados relativos a 2018, ano em que os lucros se ficaram em 519 milhões de euros, um recuo de 53% face aos 1.113 milhões de euros em 2017, o que é justificado com medidas regulatórias adversas.

Em comunicado ao mercado, a EDP explica que estes resultados foram influenciados pelo impacto adverso de medidas regulatórias em Portugal, nomeadamente relacionadas com uma provisão de 285 milhões de euros reclamados pelo Estado por alegada sobrecompensação dos Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório