Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2019
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Numa década, Portugal ficou sem mais de 500 estações de correios

Por outro lado, o concelho com maior número de balcões de correios é o de Lisboa, seguido por Barcelos.

Numa década, Portugal ficou sem mais de 500 estações de correios

Num período de 10 anos, Portugal perdeu mais de 500 balcões de correio, de acordo com dados da agência de estatística portuguesa e divulgados pela Marktest. Lisboa é o concelho com maior número de estações, seguido por Barcelos. 

A redução de que aqui falamos verificou-se no espaço temporal entre 2006 e 2016. No final dessa década existiam cerca de 2.339 balcões, o que significa menos 524 estações do que em 2006, ou menos 18,3%. 

Lisboa lidera a tabela com o maior número de estações, com 61, seguida por Barcelos, que tem um total de 38, e por Sintra e Vila Nova de Gaia, ambos os concelhos com 34, segundo o mesmo relatório. 

Outra das curiosidades é que há seis concelhos que têm apenas uma estação de correios.

Os Correios de Portugal - CTT garantiram, na terça-feira, ter mais formas de atendimento em todo o país do que em 2014, apesar do fecho de estações.

"Nós temos 2.380 e muitos pontos de acesso em todo o país e até temos mais hoje do que tínhamos em 2014 e, portanto, nós estamos com mais pontos de acesso e mais próximos das populações", disse o presidente dos CTT, Francisco de Lacerda, em declarações à agência Lusa. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório