Meteorologia

  • 20 JULHO 2018
Tempo
25º
MIN 22º MÁX 27º

Edição

Banco de Portugal requereu a liquidação judicial do Banif

O Banco de Portugal (BdP) anunciou hoje ter requerido o início da liquidação judicial do Banco Internacional do Funchal (Banif), na sequência da revogação pelo Banco Central Europeu da autorização para o exercício da atividade de instituição de crédito.

Banco de Portugal requereu a liquidação judicial do Banif
Notícias ao Minuto

10:38 - 25/06/18 por Lusa

Economia Anúncio

Em comunicado, o BdP informa que, em 22 de maio, o Banco Central Europeu "revogou a autorização do Banif para o exercício da atividade de instituição de crédito", o que "implica a dissolução e a entrada em liquidação do banco".

"Desta forma, o Banco de Portugal requereu, nos termos da lei, junto do tribunal competente, o início da liquidação judicial do BANIF", acrescenta, agradecendo ao Conselho de Administração do banco, nomeado após a resolução de 20 de dezembro de 2015, "a dedicação e competência demonstradas no exercício das suas funções, em condições particularmente complexas".

Em dezembro de 2014, o Banif foi alvo de uma medida de resolução, por decisão do Governo e do Banco de Portugal.

Entre os lesados estão cerca de 3.500 obrigacionistas, em grande parte oriundos das regiões autónomas da Madeira e dos Açores, mas também das comunidades portuguesas na África do Sul, Venezuela e Estados Unidos, que perderam 263 milhões de euros.

Além destes, há ainda a considerar 4.000 obrigacionistas Rentipar ('holding' através da qual as filhas do fundador do Banif, Horácio Roque, detinham a sua participação), que investiram 65 milhões de euros, e ainda 40 mil acionistas, dos quais cerca de 25 mil são oriundos da Madeira.

Parte da atividade do Banif foi adquirida pelo Santander Totta por 150 milhões de euros, tendo sido ainda criada a sociedade-veículo Oitante, para onde foi transferida a atividade bancária que o comprador não adquiriu.

Desde a resolução do Banif, investidores do banco têm andado em 'luta' por uma solução que os compense pelas perdas, para já sem sucesso.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.