Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Dia Mundial da Poesia: Leituras, concertos e debates com Sophia no centro

O dia mundial da poesia vai ser assinalado a partir de quinta-feira, com vários eventos, que incluem feiras de livros, leituras poéticas, cinema, conferências e lançamento de discos, com Sophia de Mello Breyner no centro, a assinalar o centenário.

Dia Mundial da Poesia: Leituras, concertos e debates com Sophia no centro
Notícias ao Minuto

22:30 - 20/03/19 por Lusa

Cultura CCB

Os eventos previstos são de entrada livre, como a festa que está marcada para sábado -- apesar de o dia da poesia se celebrar na quinta-feira - no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, a partir das 15h00, que inclui uma maratona de leitura, subordinada ao tema 'Celebrar Sophia de Mello Breyner Andresen', com apresentação de André Gago e leituras por várias individualidades.

Haverá também um espaço aberto para leituras de poesia em voz alta, que estarão a ser filmadas e exibidas junto à Sala de Leitura.

Para este dia está também programada a exibição de uma curta-metragem de João César Monteiro, de 1969, intitulada 'Sophia de Mello Breyner Andresen', seguida de um documentário, de 2007, intitulado 'O nome das coisas', da autoria de Cármen Inácio e realizado por Pedro Clérigo.

Sophia de Mello Breyner (1919-2004), que celebra este ano o centenário do seu nascimento, vai ainda estar no centro de um debate, a decorrer igualmente durante a tarde no CCB, que conta com a participação da historiadora e escritora Margarida Magalhães Ramalho, o professor José Pedro Serra e a filha da escritora Maria Andersen, artista plástica e poeta.

O debate terá um segundo painel, no qual participam a pintora Graça Morais, o escritor e poeta Manuel Alegre e o escritor José Manuel Santos.

'Sophia entre dois mares' é o tema de uma palestra que decorrerá, quase em simultâneo com o debate, sobre o cruzamento das raízes da herança mediterrânea e a presença dominadora do Atlântico na poesia de Sophia, bem como o seu contributo para a literatura infantojuvenil.

A partir das 17h00 haverá lugar para um concerto -- 'No impulso da barca' -- interpretado por Sandra Martins, no violoncelo, e Carlos Barreto, no contrabaixo, que vão apresentar uma performance de peças compostas em tempo real, uma viagem sonora inspirada na obra de Sophia de Mello Breyner.

Ainda no CCB, mas no âmbito de uma parceria com a Casa da América Latina, realiza-se o lançamento do livro "A vida em chamas", do autor espanhol Luís Alberto de Cuenca, com a presença do autor, assim como uma sessão de declamação de poesia latino-americana, por vários convidados da Casa da América Latina e do Instituto Cervantes, entre autores músicos e jornalistas, como é o caso de Ana Bacalhau, Camané, Luís Represas, Margarida Vale de Gato, Maria João Costa, Maria do Rosário Pedreira ou Nuno Júdice, entre outros.

Em São João da Madeira, Aveiro, a iniciativa do dia da poesia vai ser assinalada pela ministra da Cultura, Graça Fonseca, que, de visita à Fábrica Portuguesa de Lápis Viarco, vai protagonizar um momento de declamação de poesia e apresentação do 'Lápis da Poesia'.

Mais a sul, Santiago do Cacém, em Setúbal, será palco da iniciativa 'Poesia em Manuel da Fonseca', que visa a celebração do dia em simultâneo com a vida e a obra do escritor, numa iniciativa conjunta da fundação INATEL e da autarquia local.

Neste âmbito, a programação começa na quinta-feira com uma tertúlia subordinada ao tema 'Celebrar Manuel da Fonseca', na qual vários oradores vão falar sobre o percurso pessoal e literário do escritor, a que se seguirá um espetáculo musical do Grupo Coral Vozes Além'Tejo.

No dia seguinte, o Auditório Municipal António Chainho acolhe o espetáculo 'Poesia em Manuel da Fonseca', que abarca várias manifestações artísticas, seguido da leitura do manifesto pela poesia 'Túnica Inconsútil', um texto inédito criado pela escritora Maria de Fátima Candeias para a ocasião.

O Dia Mundial da Poesia também vai ser festejado no Bairro dos Museus, em Cascais, com iniciativas propostas pela Fundação D. Luís I, em colaboração com a Câmara Municipal de Cascais.

No dia 21, será distribuída, nos espaços do Bairro dos Museus, uma publicação com poemas de Gil Vicente, Almeida Garrett, Mário de Sá-Carneiro, António Botto, José Gomes Ferreira, Vitorino Nemésio, António Manuel Couto Viana, Ana Hatherly e Ruy Belo.

Para dia 23 está previsto o maior número de atividades, a decorrerem no Centro Cultural de Cascais: às 16:30 será apresentado o Roteiro Poético do Bairro dos Museus, uma homenagem a poetas que nasceram e viveram em Cascais ou tiveram uma relação próxima com a vila, como Herberto Helder, David Mourão Ferreira, Ruben A., Fiama Pais Brandão, Mário Henrique Leira, Alberto Caeiro, Carlos de Oliveira, Branquinho da Fonseca e Mário Dionísio.

A partir das 17:00, o Centro Cultural de Cascais será palco de leituras, pelos atores Ana Padrão e João Reis, de poesia de nomes que vão de Ana Hatherly a Ruy Belo.

Ainda a assinalar o dia da poesia, a discográfica Valentim de Carvalho vai apresentar, em Lisboa, uma edição especial em 'digipack' da sua coleção "Dizem os Poetas".

A apresentação da edição na loja FNAC Chiado, em Lisboa, pelas 18:30 é moderada por Elisabete Marques e conta com as participações de David Ferreira, Afonso O'Neill, Cristina Carvalho e Maria Andresen, todos filhos de poetas, respetivamente, David Mourão-Ferreira, Alexandre O'Neil, António Gedeão e Sophia de Mello Breyner Andresen.

A edição resgata um projeto da discográfica Valentim de Carvalho que entre 1959 e 1975 editou a coleção 'A Voz e o Texto', dedicada à poesia, destacando a série 'Diz Poemas da Sua Autoria', em que os próprios poetas escolhiam e diziam a sua obra.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório