"Dra. Teresa não faltou, fez-se substituir. Mas não foi para as Caraíbas"

Teresa Leal Coelho é, oficialmente, a candidata do PSD para a Câmara Municipal de Lisboa. Presidente da distrital comentou a decisões e as notícias da última semana.

© Global Imagens
Política PSD

Teresa Leal Coelho foi este domingo votada oficialmente dentro do PSD – com 23 votos a favor, dois nulos e um contra – como a candidata do partido à Câmara Municipal de Lisboa. O anúncio foi feito há minutos pelo presidente da distrital de Lisboa.

PUB

"É com enorme satisfação que posso dizer foi votada e aprovada por uma larga maioria", indicou Miguel Pinto Luz.

A atual deputada e vereadora da Câmara Municipal de Lisboa viu o anúncio da sua candidatura envolto em polémica com a divulgação da sua assiduidade nas reuniões de câmara.

"A doutora Teresa Leal Coelho não faltou, fez-se substituir. Mas não foi de férias, não foi para as Caraíbas. A doutora Teresa Leal Coelho preside a uma das comissões mais importantes do Parlamento, nessa casa da democracia. Ela teve o seu papel e é, portanto, nesse sentido, que a doutora Teresa Leal Coelho teve que ser substituída em muitas reuniões de câmara", explicou, sublinhado que estava a exercer o seu papel de deputada.

Quando questionado sobre se o nome de Teresa Leal Coelho era apresentado tardiamente por ser um último recurso, o dirigente destacou que o "PS também não apresentou nenhuma candidatura à Câmara Municipal de Lisboa" e que o seu partido estava a cumprir o "timing estabelecido".

Em relação ao facto de ser, ou não, um nome apresentado como último recurso, Miguel Pinto Luz foi perentório: "O nome de Teresa Leal Coelho é o nome oficial, é o único nome. (...) Não é um último recurso".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser