Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

"Arrependido", José Eduardo Martins demarca-se de Rio e teme "embaraço"

Acentuam-se as divisões e críticas internas no seio do PSD.

"Arrependido", José Eduardo Martins demarca-se de Rio e teme "embaraço"

O social-democrata José Eduardo Martins é o mais recente elemento do PSD a criticar abertamente Rui Rio, numa altura em que a escolha de nomes para integrar as listas do partido à Assembleia da República acentuou a divisão 'laranja'.

O comentador, advogado e antigo deputado fez uma publicação no Facebook onde criticou as escolhas e antecipa um "embaraço" eleitoral. A derrota nos eleições, porém, não é o que mais o apoquenta nesta fase.

"Estou habituado, muito, a perder eleições no PSD. Há muito que também me é mais ou menos indiferente. Mas isto começa a ser demasiado embaraçoso para passar em silêncio", afirma.

"Quando foi preciso escolher entre Rui Rio e Santana Lopes não hesitei. Embora no dia das eleições estivesse longe e a minha opinião valha tanto como o meu voto, ainda assim, estou, pela primeira vez em 35 anos, arrependido. Nunca pensei dizer isto, mas pior não se imagina", acrescentou.

A escolha dos nomes das listas é ponto fulcral nas críticas de José Eduardo Martins, que a acompanhar o texto publicou ainda uma notícia ontem divulgada, a de que Miguel Pinto Luz ia ficar de fora das listas. "Um líder de verdade não dispensa os melhores para por os seus zelotas. Quer ao lado os melhores, mesmo os que o desafiam", escreveu. "O Miguel", acrescenta, "é mesmo dos melhores".

Apesar das críticas à direção, José Eduardo Martins realça que mantém esperança no futuro do partido. "Para já pode não haver remédio, mas há sempre esperança. É a maravilha do PSD, de tudo recupera.".

Recorde-se que a entrada da dita 'geringonça' na cena política abriu caminho à saída de Passos Coelho da liderança do PSD.

Rui Rio e Santana Lopes disputaram as eleições internas e deram até sinais de uma possível aproximação. Mas a verdade é que Santana Lopes acabou mesmo por abandonar o PSD, depois de anos de ameaças, e formar uma nova força política (Aliança).

A derrota nas eleições europeias adensou o ambiente de preocupação 'laranja'. Entretanto, têm-se sucedido sondagens que apontam para uma resultado baixo do PSD, ao mesmo tempo que as escolhas de nomes para candidatos a deputados tem 'aberto feridas' no seio do partido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório