Meteorologia

  • 21 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Integração do museu na UNESCO era "imperativo da cidadania mundial"

A diretora do Museu Nacional Machado de Castro (MNMC), Ana Alcoforado, diz que sente a integração do museu na área classificada como Património Mundial em Coimbra, hoje decidida pela UNESCO, como um "imperativo da cidadania mundial".

Integração do museu na UNESCO era "imperativo da cidadania mundial"
Notícias ao Minuto

16:30 - 07/07/19 por Lusa

Cultura UNESCO

Enquanto "espaço fundacional da cidade, contentor de uma riquíssima materialidade que preserva uma memória histórico-artística comum", a diretora do museu "sente este processo de inclusão na área classificada - Universidade de Coimbra, Alta e Sofia - como um imperativo da cidadania mundial", afirma Ana Alcoforado, citada numa nota hoje divulgada, a propósito desta decisão da UNESCO.

"Este é um momento de celebrar e de reafirmar a determinação de estar cada vez mais próximo da comunidade que, ao longo de séculos, construiu a nossa identidade, e de abraçar e arquitetar novos desafios ", destaca Ana Alcoforado.

A aprovação pelo Comité do Património Mundial da inclusão do Museu Nacional de Machado de Castro na área classificada como Património Mundial permite o reforço do valor excecional do Bem e vem consolidar a realização e redefinição de programas de âmbito cultural e de fruição patrimonial para a Alta da cidade, sustenta.

A inclusão do MNMC na área classificada como Património Mundial em Coimbra, em 2013, foi decidida hoje, durante a 43.ª Sessão do Comité do Património da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que está a decorrer em Baku, no Azerbaijão, até 10 de julho.

O MNMC, monumento nacional desde 1910, situa-se no antigo Paço Episcopal de Coimbra, que por sua vez se vem instalar no local do forum da cidade em época romana, do qual resta o impressionante criptopórtico.

Neste museu nacional encontram-se depositadas mais de uma centena de obras consideradas Tesouro Nacional, sendo que parte significativa e qualificada da coleção provém de antigos colégios universitários, igrejas ou mosteiros que se encontram já na área classificada (Sé Velha, Sé Nova, Mosteiro de Santa Cruz).

Durante o processo de elaboração da candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial, o edifício do museu esteve encerrado devido a uma intervenção de requalificação, que decorreu entre e 2004 e 2012.

Esta intervenção, da responsabilidade do arquiteto Gonçalo Byrne, veio a receber o Prémio Piranesi/Prix de Rome, em 2014.

Desde a reabertura do Museu Nacional Machado de Castro que um conjunto mais vasto de coleções, particularmente as relativas à História e presença da Universidade de Coimbra, se encontram na Exposição permanente.

O Santuário do Bom Jesus, em Braga, e o conjunto composto pelo Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco e Tapada de Mafra também receberam hoje a classificação de Património Cultural Mundial da UNESCO.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório